Media Altice ultima negócio para comprar TVI. Governo a par

Altice ultima negócio para comprar TVI. Governo a par

As negociações entre Altice e Media Capital estão nos últimos pormenores, avança o Expresso, garantindo que o Governo está a par dos desenvolvimentos.
Altice ultima negócio para comprar TVI. Governo a par
Bruno Simão
Negócios 24 de junho de 2017 às 11:19
As notícias sobre uma eventual compra da Media Capital por parte do grupo francês Altice que controla a Meo intensificaram-se nos últimos tempos. No início de Junho, a Bloomberg avançou que a Prisa, que controla 95% da Media Capital, estaria em negociações com a Altice para vender a operação em Portugal, tendo o El Confidencial acrescentadon que a Prisa tinha contratado o Morgan Stanley como assessor financeiro do negócio.

A CMVM pediu, então, esclarecimentos. Não houve confirmações de acordos.

O Expresso deste sábado, 24 de Junho,  escreve que as negociações aceleraram no final de Maio, tendo o desenho do negócio entrado na discussão dos últimos detalhes. E acrescenta que o Governo está a par das movimentações, que poderão levar à conclusão do negócio durante o Verão. 

O semanário acrescenta que há já um compromisso relativamente ao preço do negócio. Tem sido noticiado que a Prisa pretendia pelo activo Media Capital, detentora da TVI, entre 300 e 500 milhões de euros, um valor que os analistas do mercado de capitais consideram elevado

O tema voltou a estar em cima da mesa depois de a Prisa não ter conseguido vender a editora Santillana em Maio. 




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 25.06.2017

Em 2006 e no tocante ao sector das telecomunicações, já se fazia isto nas economias e sociedades mais avançadas, as que não perdem soberania, não vão à falência, não pedem resgates, não têm emigração forçada à saída da escola, não têm pobres full-time a ordenado mínimo, etc.: "France Telecom’s hair shirt may not be as uncomfortable as it appears. The French telecoms operator seems to have set itself a superhuman task in ditching 17,000 jobs. It is also to cut E2bn from its other running costs. But in spreading the cuts over three years, it looks to have given itself a handy margin for error. Take the job cuts. At below 6,000 a year, they are less ambitious than Deutsche Telekom is attempting. What’s more, they represent half the number that FT managed in 2004, the last year for which full figures are available. In 2002, FT cut three times as many. And it still has stacks of dead wood to chop out" https://www.breakingviews.com/considered-view/france-telecoms-17000-job-cuts-look-modest/

comentários mais recentes
Anónimo 25.06.2017

Este palerma ANÓNIMO está pago pela Altice para controlar as redes sociais? Ou pelos trabalhadores da ALTICE que o Governo colocou no regulador ANACOM? Que corja

Anónimo 25.06.2017

Oh! cromos destes comentários. Quem vos paga para introduzir estes comments? Temos pena!

Anónimo 25.06.2017

Até o CEO da Altice está espantado com as regras laborais portuguesas que o obrigam a pagar milhares de salários a colaboradores excedentários de que a empresa já não necessita. É o que faz não se ter dado nas orelhas dos sindicalistas mais cedo... Triste paízinho roubado descaradamente por todos os ladrões, dos maiores aos mais pequeninos.

Anónimo 25.06.2017

Amigo Negócios, diga lá se a Austrália é ou não é Primeiríssimo Mundo. Porque é que se vive tão melhor por lá? Porque o excedentarismo tem muito pouca margem de progressão. O oposto de Portugal e da Grécia. "Telstra Corporation Ltd , Australia's largest telecoms company, will lay off 1,400 workers in a fresh round of job cuts, eager to rein in costs ahead of a new government-owned broadband network and as competition squeezes mobile margins." www.businesstimes.com.sg/technology/telstra-to-shed-1400-in-latest-round-of-job-cuts-as-competition-bites

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub