Empresas Amazon conclui compra da Whole Foods na segunda-feira

Amazon conclui compra da Whole Foods na segunda-feira

A gigante de Jeff Bezos anunciou que a compra da Whole Foods deverá estar finalizada na próxima segunda-feira, num negócio que deverá ascender a 13,7 mil milhões de dólares.
Amazon conclui compra da Whole Foods na segunda-feira
REUTERS
Negócios com Reuters 24 de agosto de 2017 às 19:47

A Amazon revelou esta quinta-feira, 24 de Agosto, que pretende concluir a aquisição da Whole Foods na próxima segunda-feira. Este anúncio surge no dia seguinte aos reguladores americanos terem dado luz verde a um negócio que deverá ser fechado por 13,7 mil milhões de dólares.

 

A finalização desta operação levará a uma baixa de preços por parte da Whole Foods, a começar já na segunda-feira, segundo revelaram em comunicado conjunto as duas empresas.

 

A gigante tecnológica fundada por Jeff Bezos anunciou ainda que passará a vender no seu site os produtos de marca comercializados pela Whole Foods.

 

Ainda de acordo com a informação avançada pela Amazon, a Whole Foods passará agora a operar enquanto subsidiária da empresa detida por Bezos, sendo que John Mackey permanecerá como CEO da retalhista de produtos alimentares, operando a partir da sede da empresa que continuará fixada em Austin, no Estado do Texas.

 

As acções das duas empresas negoceiam em Wall Street em sentido inverso, com os títulos da Amazon a cederem 0,16% para 956,461 dólares e os da Whole Fodds a avançarem 0,73% para 41,985 dólares.

 

Já o efeito deste anúncio sobre as restantes retalhistas dos Estados Unidos foi negativo. Depois de um início de sessão marcado pelo optimismo no sector, que ajudou a levar as principais praças dos Estados Unidos para terreno positivo, retalhistas como a Kroger ou a Wal-Mart inverteram com a primeira a chegar a perder 4,6% e a segunda a recuar acima de 2%.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub