Banca & Finanças Amundi prepara venda de acções para financiar compra da Pioneer ao Unicredit

Amundi prepara venda de acções para financiar compra da Pioneer ao Unicredit

Os franceses da Amundi estão a preparar a venda de acções, no montante máximo de dois mil milhões de euros. O objectivo é ajudar a financiar a compra da Pionner ao Unicredit, avança o Financial Times.
Amundi prepara venda de acções para financiar compra da Pioneer ao Unicredit
Bloomberg
Sara Antunes 08 de Dezembro de 2016 às 12:06

A Amundi está a ponderar vender acções para arrecadar entre 1,5 e 2,0 mil milhões de euros no início do próximo ano, noticia esta quinta-feira o Financial Times.

 

Esta operação tem como objectivo financiar parte da compra da Pioneer ao banco italiano Unicredit, segundo três fontes ligadas ao processo e citadas pelo jornal.

 

O Unicredit iniciou negociações exclusivas com a Amundi para vender a gestora de activos Pioneer por cerca de três mil milhões de euros. Uma informação que foi avançada ainda no domingo.

 

A Amundi deverá assim financiar parte da operação, através do mercado bolsista.  

 

O FT adianta que Amundi e Unicredit não quiseram fazer qualquer comentário.

 

A venda da Pioneer surge numa altura em que o Unicredit está a implementar um plano de recapitalização. Esta quinta-feira anunciou a venda da participação que detinha no banco polaco Pekao por mais de dois mil milhões de euros.

 

No domingo o FT avançava que o Unicredit deveria pôr em marcha um plano de recapitalização no valor global de 13 mil milhões de euros para reforçar a sua posição de solvabilidade e afastar-se de instituições como o Monte dei Paschi, que chumbou nos testes de stress e precisa de se recapitalizar em cinco mil milhões de euros até ao final do ano. Este último banco já pediu mesmo ao Banco Central Europeu (BCE) que lhe dê mais tempo para conseguir aumentar o seu capital de forma a evitar um novo resgate público. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub