Media Analistas consideram elevado preço que Prisa pretende pela Media Capital

Analistas consideram elevado preço que Prisa pretende pela Media Capital

Os valores que circulam na imprensa, e que apontam para que a Prisa esteja a tentar vender a Media Capital por 450 milhões, “parecem muito difícil de alcançar”. As notícias não são positivas para Nos, consideram os analistas.
Analistas consideram elevado preço que Prisa pretende pela Media Capital
Sara Matos/Negócios
Sara Antunes 12 de junho de 2017 às 10:25

Segundo o El Confidencial, a Prisa já contratou o Morgan Stanley para vender a Media Capital, que tem na lista de interessados não só a Altice mas também a Sonae.

 

Os analistas avaliam estes cenários, considerando, por um lado que o valor é elevado e, por outro, que as notícias não são positivas para o sector de telecomunicações.

 

A Sonae já detém alguns activos de media e uma potencial compra da Media Capital pode ter um racional estratégico maior para a Nos, da qual a Sonae detém 26% através de um veículo chamado ZOP (com o resto do capital a ser detido por uma holding de Isabel dos Santos)

 

"A potencial aquisição representará um investimento considerável", fora do negócio core da Sonae e, "por isso pensamos que o mercado pode questionar quer a alavancagem resultante quer o nível significativa de diversificação" dos investimentos da Sonae, que se tem focado no retalho, algo que tem sido "apreciado".

 

Os 450 milhões de euros mencionados com o objectivo da Prisa para vender a posição de 95% da Media Capital correspondem a uma avaliação do total do capital empresa que detém a TVI em 475 milhões de euros, o que eleva para 580 milhões de euros o valor da empresa, um valor "que parece muito difícil de alcançar", realçam os analistas do BPI.

 

Já o CaxaBI considera que "um múltiplo de 10x EBITDA para a Media Capital (assumindo um EV médio de 400 milhões de euros) possivelmente já implica um prémio de aquisição/controlo". Extrapolando estes cálculos para a Impresa, o analista Artur Amaro considera que "a mesma métrica possa não ser suficientemente atractiva."

 

O CaixaBI considera que "esta notícia não é positiva para a NOS e para o sector, e caso este cenário se venha a concretizar, implicará possivelmente menor geração futura de ‘cash-flow’ e menores margens EBITDA."

 

As acções da Impresa, que têm subido para máximos de Março de 2016, seguem hoje em queda, a perder 0,90% para 0,332 euros. Já a Media Capital ainda não negociou qualquer acção esta sessão, como é habitual. Este ano, só trocaram de mãos acções da Media Capital em 17 dias, algo que é justificado pelo facto de haver muito poucos títulos disponíveis no mercado. Já a Cofina, que detém o Negócios e o Correio da Manhã, segue estável nos 0,40 euros. 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Punitor 12.06.2017

Mesmo que a Media Capital não valha esse preço, uma coisa é certa: por comparação, o valor da Impresa mantém-se muito baixo. A venda ou a não venda da Media Capital será sempre positivo para a Impresa.

SA 12.06.2017

è bom que nao consigam comprar a media capital , porque quem vai ganhar è a IMPRESA

Bernardo 12.06.2017

A inteligência dos analistas vem da sua fisiologia anal

o BCP é que é o DIAMANTE mas 12.06.2017

O MILENIUM BCP É QUE É o DIAMANTE EM BRUTO MAS de cada vez que o BCP sobe 1 % a pharol sobe 20 % INFELIZMENTE o NOSSO POVO não sabe apreciar um verdadeiro DIAMANTE preferem TRUMP O BCP há - de ter um PRICE TARDET de 5 euros e a pharol é que SOBE

pub
pub
pub
pub