Banca & Finanças Arresto de bens do GES pode acabar no Constitucional
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Arresto de bens do GES pode acabar no Constitucional

Os curadores da insolvência do Grupo Espírito Santo perderam um processo para levantar o arresto de bens. Por isso, admitem ir para o Tribunal Constitucional. As acções judiciais podem acontecer em Portugal e na Suíça.
Arresto de bens do GES pode acabar no Constitucional
Diogo Cavaleiro 24 de janeiro de 2017 às 00:01

A decisão judicial de arrestar os bens do GES, com o intuito de ressarcir eventuais lesados pela queda do grupo, poderá acabar no Tribunal Constitucional. Pelo menos, os curadores da insolvência da ESI, Rioforte e ES Control mostram-se

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anti-Komodo 24.01.2017

Enquanto não acabarem com a reforma de 90 mil/mês do Ricardo Salgado e de 175 mil/mês do Jardim Gonçalves, não haverá paz!

comentários mais recentes
Camponio da beira 24.01.2017

se fosse om pobre a dever o dinheiro de uma multa ou portagem fecundavam-no logo, assim como usam gravata a justiça passa o tempo a emprenhar moscas.

Tenham VERGONHA !! 24.01.2017

Ó anti-komodo.
"NÃO HAVERÁ PAZ." ??
Queres mais paz do que a que existe neste portugal dos pequeninos?
Onde vês barulho,conflitos,discórdias azedas,protestos do género dos espoliados do BES?
Só se te referes ás redes sociais. Aí sim,os cagões são aos montes Aí sim,o pessoal LADRA, mas NÃO MORDE

Anti-Komodo 24.01.2017

Enquanto não acabarem com a reforma de 90 mil/mês do Ricardo Salgado e de 175 mil/mês do Jardim Gonçalves, não haverá paz!

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub