Distribuição
ASAE conclui que Pingo Doce fez venda abaixo do preço de custo (act)
03 Maio 2012, 19:44 por Jornal de Negócios Online | negocios@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
Antena Um noticia que processo segue já amanhã para a Concorrência. Multa deverá rondar 30 mil euros.
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, organismo que detém as funções de inspecção económica em Portugal, encontrou indícios de venda abaixo do preço de custo, prática ilícita à luz da lei da concorrência no País, na campanha de promoção realizada pelo Pingo Doce no dia 1 de Maio, avançou hoje a Antena 1.

A notícia dá conta que os inspectores da ASAE estão a ultimar um processo contra o grupo alimentar, num auto que deverá seguir já amanhã para a Autoridade da Concorrência, a quem cabe a instrução do processo e a aplicação das multas. “Das centenas de facturas fiscalizadas, há dezenas de produtos que foram vendidos abaixo do preço de custo”, garante a Antena Um, citando fonte da investigação. De acordo com a mesma há “três casos flagrantes”: arroz, óleo e whisky.
“Não fomos notificados pela ASAE, pelo que não temos conhecimento" das conclusões da ASAE que a Antena Um noticia, disse ao Negócios fonte oficial da Jerónimo Martins.


A acção da cadeia de retalho do grupo Jerónimo Martins, recorde-se, visava um corte de 50% no custo final de compras acima de 100 euros nas 369 lojas Pingo Doce, em todos os artigos que não fossem combustível, têxteis, electrodomésticos ou da área de bem-estar (medicamentos não sujeitos a receita médica).

A JM, em resposta às perguntas colocadas, afastou no dia 2 de Maio qualquer ilicitude da parte do segundo maior grupo de distribuição em Portugal: “não houve dumping”, respondeu então fonte oficial num email enviado às redacções.

(actualiza com reacção da JM)

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: