Comércio ASAE espanhola investiga Dia

ASAE espanhola investiga Dia

A autoridade de controlo alimentar de Espanha abriu dois procedimentos que visam a aplicação de sanções por conta do acordo entre o Dia, presente em Portugal, e a Eroski.
ASAE espanhola investiga Dia
Diogo Cavaleiro 11 de Outubro de 2016 às 10:35

A cadeia de supermercados Dia, dona dos supermercados Minipreço em Portugal, está a ser investigada em Espanha por conta de um acordo de compras conjuntas que fez com outra rede de retalho, a Eroski.

 

O Dia e a Eroski chegaram, em 2015, a um acordo para fazer compras conjuntas, de forma a conseguirem ganhar músculo negocial com os produtores. Meta: ficar mais competitivas e conseguir baixar preços. Contudo, segundo revela a edição desta terça-feira 11 de Outubro do jornal espanhol Cinco Días, o acordo está a ser investigado pela Agência de Informação e Controlo Alimentar, AICA, um organismo que depende do Ministério da Agricultura, que visa o cumprimento dos direitos e obrigações na cadeira alimentar, tendo poder de iniciar procedimentos sancionatórios se houver infracções à lei. Em Portugal, a ASAE, na dependência do Ministério da Economia, tem funções idênticas.

 

Segundo o Cinco Días, os dois procedimentos desencadeados pela AICA, que partem de "indícios razoáveis" que justificaram a sua abertura, acusam as duas empresas de modificarem os contratos com as contrapartes sem um mútuo acordo, de exigirem pagamentos adicionais e ainda de pedirem ou de revelarem informação comercial sensível sobre outros operadores.

 

Ambas as empresas, que recusam a ideia de que o acordo comercial firmado no ano passado configure uma central de compras, defendem que não é feito nada de ilegal. A investigação da congénere da ASAE em Espanha surgiu de uma queixa da Federação das Indústrias de Alimentação e Bebidas.

 

O Haitong Bank, que acompanha o Dia por ser uma empresa cotada na Bolsa de Madrid, desdramatiza o impacto destes procedimentos abertos pela AICA, dizendo que há acordos noutros países europeus. Além disso, indica que a Dia está a ser alvo da investigação na sequência da "postura mais agressiva" que assumiu na venda dos seus produtos. As acções da empresa estão a somar 1,16% para 5,56 euros. 

 

Juntas, o Dia e a Eroski têm 14% da quota de retalhistas em Espanha abaixo dos 22% da Mercadona, segundo o banco de investimento.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Deviam, ir ver o Armazém das lojas DIA em PORTUGAL(ASAE) ,as lojas DIA deviam ter mais HIGIENE

Alexandra Pires Há 3 semanas

www.naturaspa.pt

pub