Transportes Assinatura mensal do Andante sobe entre 0,2 e 3,4 euros em 2017

Assinatura mensal do Andante sobe entre 0,2 e 3,4 euros em 2017

O título de transporte ocasional mais utilizado nos transportes públicos do Porto mantém o preço inalterado em Janeiro. Já a assinatura mensal que tem mais aderentes aumenta de 30,1 para 30,3 euros.
Assinatura mensal do Andante sobe entre 0,2 e 3,4 euros em 2017
Paulo Duarte/Negócios
Maria João Babo 22 de dezembro de 2016 às 17:32

Os títulos de transporte público do Porto vão ter, a 1 de Janeiro de 2017, o primeiro aumento tarifário no espaço de cinco anos, já que desde o início de 2012 que o tarifário Andante se mantinha inalterado.

Apesar do aumento médio do conjunto das tarifas ser de 1,5% nem todos os títulos terão acréscimo de preço. É o caso do título de viagem Z2 (um dos mais utilizados) que continuará no próximo ano a custar 1,20 euros.

No caso do conjunto dos títulos ocasionais, os restantes sofrem subidas de preço em Janeiro entre os cinco e os 15 cêntimos.

No que respeita aos títulos de assinatura mensal, o Z2 (também dos mais utilizados) subirá 0,7%, abaixo do valor médio, de 30,10 para 30,30 euros.

No caso dos títulos de assinatura mensal normal, o aumento chega, no caso do Z12 aos 3,40 euros, subindo de 119 para 122,40 euros.

As tarifas para as rede do Metro do Porto, da STCP, dos suburbanos da CP Porto e dos operadores rodoviários privados da Área Metropolitana do Porto prevêem ainda um conjunto de descontos no caso do social + e dos passes para crianças e jovens, de 25%, 50% ou 60%.

Os títulos Andante (assinaturas e títulos de viagem) são anualmente utilizados por cerca de 140 milhões de pessoas em toda a Área Metropolitana do Porto.

Ao Negócios, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, garantiu esta semana que, apesar de haver lugar a uma actualização tarifária em linha com a inflação, as famílias portuguesas vão pagar menos pelo transporte público no próximo ano graças às deduções e aos descontos introduzidos.

É o caso da possibilidade de dedução do IVA (à taxa de 6%) dos passes em sede de IRS, assim como os descontos que serão introduzidos para estudantes universitários até aos 23 anos de 25% a partir do próximo ano lectivo.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 4 semanas


Comemorações Oficiais

Ladrões PS- PCP- BE- FP- CGA - 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


MAIS UM ORÇAMENTO CRIMINOSO DA GERINGONÇA E DOS SEUS APOIANTES.

Mais despesa

Mais dívida

Mais juros

Mais impostos

MAIS DESIGUALDADE SOCIAL

comentários mais recentes
Antunes Há 4 semanas

140 milhões de pessoas:))

Anónimo Há 4 semanas


Comemorações Oficiais

Ladrões PS- PCP- BE- FP- CGA - 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


MAIS UM ORÇAMENTO CRIMINOSO DA GERINGONÇA E DOS SEUS APOIANTES.

Mais despesa

Mais dívida

Mais juros

Mais impostos

MAIS DESIGUALDADE SOCIAL

pub
pub
pub
pub