Transportes Auto-estradas com desconto aumentam receitas da IP em 500 mil euros

Auto-estradas com desconto aumentam receitas da IP em 500 mil euros

As portagens desceram 15% nas antigas Scut mas isso não impediu a Infraestruturas de Portugal de arrecadar quase meio milhão a mais em receitas nos primeiros três meses do desconto, avança o Jornal de Notícias desta segunda-feira, 21 de Novembro.
Auto-estradas com desconto aumentam receitas da IP em 500 mil euros
Bruno Simão
Negócios 21 de novembro de 2016 às 10:34

Os descontos nas portagens das antigas Scut (A4, A22, A23, A24 a A25), de 15%, não desceram as receitas da Infraestruturas de Portugal (IP), muito pelo contrário. A empresa pública arrecadou mais 500 mil euros só nos primeiros três meses em que desceram os preços, a partir de Agosto deste ano.


O Jornal de Notícias adianta que as receitas até Outubro foram de 36,2 milhões de euros, mais 1,4% do que o valor arrecadado no mesmo período de 2015 (35,7 milhões de euros). Os aumentos não foram registados em todas as concessões, segundo dados que a IP enviou ao jornal.

Em três registaram-se subidas. Na A4 (nos dois pórticos abrangidos pela medida), o montante subiu de 500 mil para 770 mil euros, na A22 de 12,5 para 12,9 milhões e na A23 de 3,4 para 4 milhões.


A A24 e a A25 registaram quedas de 3,5% e 4,3% respectivamente.


As razões são diferentes em cada concessão. Na A22 o crescimento do turismo, aliado às obras na EN125 pode ter desviado tráfego para a estrada paga. Na A4 a abertura do túnel do Marão, que reduz muito o tempo de viagem e evita estradas mais perigosas, deverá ser um factor de atracção de veículos.


Todas as estradas registaram um aumento no tráfego. 


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
joao 21.11.2016

ou seja, menos acidentes, mais receita, menos custos para as pessoas por passagem. Pode ser que alguns PAF's aprendam

COLX 21.11.2016

Bom, isto significa que afinal sempre ha aumento no consumo interno !!!

pub
pub
pub
pub