Automóvel Autoeuropa avança para novo horário sem acordo
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Autoeuropa avança para novo horário sem acordo

A fábrica da Volkswagen vai anunciar os novos horários até dia 15 de Dezembro. O objectivo é arrancar com a produção aos fins-de-semana a partir do início de ano de forma a produzir 240 mil automóveis em 2018. Administração mantém porta aberta para acordo.
Autoeuropa avança para novo horário sem acordo
Bruno Simão
André Cabrita-Mendes 06 de dezembro de 2017 às 22:50

O tempo escasseia para a fábrica portuguesa da Volkswagen. Depois de meses de negociações e de dois pré-acordos chumbados pelos trabalhadores, a Autoeuropa vai avançar para os novos horários sem ter um acordo )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 5 dias

Se esta Empresa fechar portas e levar o fabrico para paises como a Polónia, Republica Checa, Hungria, Bulgária, Eslováquia, Croácia ou outro semelhante, o Distrito de Setubal voltará à pobresa e miséria que havia antes dela se instalar. Quem tem dois dedos de testa sabe perfeitamente que a pobresa e miséria são o adubo perfeito para o PCP crescer no numero de votos, dai este ato de terrorismo que a CGTP esta a levar a cabo na Autoeuropa. Não é por acaso que a influência do PCP tem vindo a cair a pique no Distrito, grande parte da responsabilidade é precisamente da Autoeuropa ao dar melhores condições de vida a quem lá habita.

comentários mais recentes
Vergonha sobre o PCP Há 5 dias

Sobre o regime dinástico da COREIA DO NORTE, dito "comunista" só para nos fazer rir, em q as pessoas morrem à fome e têm de ler todos pela mm cartilha, como o PCP gosta, é o q sabemos.
Sobre o regime do ditador da VENEZUELA, q pisou aos pés a A.R. eleito pelo voto popular tb nada mais há a dizer.

Vergonha sobre o PCP Há 5 dias

Em resposta ao comentário que principia por " Comentários continuam em grande com A DIREITALHA ... ", escrito, provavelmente, por um comuna, aconselho-o a que asseste pontaria para o PCP, que, vergonhosamente, apoia publicamente os regimes tirânicos e assassinos da COREIA DO NORTE e da VENEZUELA

Anónimo Há 5 dias

Se esta Empresa fechar portas e levar o fabrico para paises como a Polónia, Republica Checa, Hungria, Bulgária, Eslováquia, Croácia ou outro semelhante, o Distrito de Setubal voltará à pobresa e miséria que havia antes dela se instalar. Quem tem dois dedos de testa sabe perfeitamente que a pobresa e miséria são o adubo perfeito para o PCP crescer no numero de votos, dai este ato de terrorismo que a CGTP esta a levar a cabo na Autoeuropa. Não é por acaso que a influência do PCP tem vindo a cair a pique no Distrito, grande parte da responsabilidade é precisamente da Autoeuropa ao dar melhores condições de vida a quem lá habita.

ahaahhahahahahahahha Há 5 dias

Ó anónimo lol "grande vitoria do PSD" lol, o "Passos regressar" lol, esse aldrabão que devolva os 7 milhões que roubou de fundos europeus. Não seja piegas e emigre. Não volte

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub