Automóvel Autoeuropa impõe trabalho aos sábados, que serão pagos a dobrar

Autoeuropa impõe trabalho aos sábados, que serão pagos a dobrar

A administração da Autoeuropa comunicou hoje aos trabalhadores a intenção de avançar unilateralmente, em Janeiro, com um novo horário de produção de 17 turnos semanais, face à rejeição de dois pré-acordos negociados previamente com a Comissão de Trabalhadores.
Autoeuropa impõe trabalho aos sábados, que serão pagos a dobrar
Bruno Simão
Negócios com Lusa 12 de dezembro de 2017 às 09:29
Embora se trata de um acordo imposto unilateralmente, a administração da Autoeuropa promete pagar os sábados a 100%, equivalente ao pagamento como trabalho extraordinário, que era umas principais reivindicações dos trabalhadores. Este pagamento dos sábados a 100% poderá ainda ser acrescido de mais 25%, caso sejam cumpridos os objetivos de produção trimestrais.

"Em finais de Janeiro vamos iniciar o modelo de trabalho de 17 turnos semanais, que cumpre com a lei e garante a produção aos sábados a dois turnos", refere um comunicado da empresa distribuído hoje de manhã aos trabalhadores.

"Claramente que vamos reflectir no 'feedback' que nos foi dado com o resultado do referendo. Embora tenham sido expressas muitas opiniões diferentes nas várias reuniões, entendemos que a maioria dos colaboradores está comprometida com o cumprimento do programa de produção do próximo ano", acrescenta o comunicado.

No documento, a administração da Autoeuropa defende a necessidade de avançar com "um modelo de trabalho que seja legal" e refere que "as condições do pré-acordo rejeitado seriam possíveis apenas com uma autorização do Conselho de Administração da marca Volkswagen para o aumento dos custos de produção da fábrica, pelo que sem um acordo, não é possível manter essas condições".

O novo horário, que entrará em vigor em finais de Janeiro, deverá vigorar até ao mês de Agosto de 2018. A Autoeuropa promete discutir o período após Agosto com a Comissão de Trabalhadores.

Os novos horários de laboração contínua prevêem quatro fins-de-semana completos e mais um período de dois dias consecutivos de folga em cada dois meses para cada trabalhador.



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 12.12.2017

Cara administracao da Auto Europa. Estou disponivel para trabalhar 6 dias por semana. Sendo aos sabados pago a dobrar + os subsidios normalmente pagos aos vossos trabalhadores e outros fringe benefits. Nao sou de esquerda nem de dta. So nao gosto e de comunagem destruidora, sindicatos pouco serios, e pseudo burgueses esquerdoides de caviar (O Bloco com a sua miseravel votacao, corridos nas autarquicas e cuja Marisa se atreve a reescrever a historia da 2 guerra mundial - e nao desmentida prontamente pelo "historiador" Rosas). Onde assino?

comentários mais recentes
Anónimo 12.12.2017

A Autoeuropa não impõe nada nem faz qualquer favor. Cumpre a lei. Ponto. E paga em conformidade que era o que não queria fazer.

Observador 12.12.2017

Uma empresa como esta ,de trabalho em serie , de grande responsabilidade , com operários a ganhar o que é justo ,fêz o que devia fazer! Fui sempre por sistema em democracia os sindicatos serem envolvidos nas negociações .Pagar 100% aos sábados é mto bom! Basta de palhaçadas ,sou esquerda mas QB...

Anónimo 12.12.2017

Cara administracao da Auto Europa. Estou disponivel para trabalhar 6 dias por semana. Sendo aos sabados pago a dobrar + os subsidios normalmente pagos aos vossos trabalhadores e outros fringe benefits. Nao sou de esquerda nem de dta. So nao gosto e de comunagem destruidora, sindicatos pouco serios, e pseudo burgueses esquerdoides de caviar (O Bloco com a sua miseravel votacao, corridos nas autarquicas e cuja Marisa se atreve a reescrever a historia da 2 guerra mundial - e nao desmentida prontamente pelo "historiador" Rosas). Onde assino?

fpublico condenado a 48 anos trabalho/descontos 12.12.2017

PAGOS A DOBRAR? !

E ANDA ESTE PESSOAL A FAZER GREVE E AMEAÇAR OS PATROES....
ALEM DISSO, OS TUGAS GOSTAM É DE BMW E MERCEDES

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub