Automóvel Automóvel acusa Governo de seguir “via rápida da receita” nos impostos

Automóvel acusa Governo de seguir “via rápida da receita” nos impostos

Tanto o IUC como o ISV vão aumentar em 2017, segundo a proposta do Orçamento do Estado. A ACP lamenta a falta de estratégia na mobilidade.
Automóvel acusa Governo de seguir “via rápida da receita” nos impostos
Miguel Baltazar
Wilson Ledo 17 de Outubro de 2016 às 13:16

O Automóvel Club de Portugal acusa o Governo de prosseguir "a vida rápida da receita" no agravamento fiscal previsto para o sector automóvel na proposta do Orçamento do Estado para 2017.

"Actualizações de impostos e taxas e, como vem sendo hábito, acompanhados de um pacote exótico de taxas e impostos adicionais", considerou a ACP em comunicado esta segunda-feira, 17 de Outubro.


Como escreveu o Negócios, o Estado prevê arrecadar 993 milhões de euros com a subida do Imposto Sobre Veículos (ISV) e Imposto Único de Circulação (IUC). São mais 22 milhões de euros em comparação com o previsto no último orçamento.


O ISV sobe 3% enquanto o IUC aumenta 0,8%. No caso do último, conhecido como "selo" do carro, há ainda taxas adicionais para quem comprar carro a partir de 1 de Janeiro de 2017.


"Em todos os aspectos, é um Orçamento vazio. Sem futuro nem estratégia, não tem outro objectivo além da receita fiscal", remata o clube automóvel, lembrando a falta de políticas e estratégias para o sector da mobilidade.




A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas


PS . BE . PCP - são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.

comentários mais recentes
Tadinhos Há 3 semanas

Aperta com eles Costa.

Anónimo Há 3 semanas

Os impostos indirectos são a via justa. Enquanto o IRS continuar uma farsa montada em cima das folhas de pagamento que os patrões mandam pra as finanças mais vale substitui-lo todo por impostos sobre o consumo e património.

Eduardo Pires Há 3 semanas

Realmente ter-se os impostos mais baixos nas viaturas, iria de certeza dar um grande contributo ás necessidades do país. Enfim parece que já ninguém tem vergonha neste país. Desde que seja para bater neste governo, tudo serve.

Abílio Félix Há 3 semanas

E dizem que acabou a austeridade.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub