Banca & Finanças Banca espanhola acelera fecho de agências

Banca espanhola acelera fecho de agências

Entre Janeiro e Setembro de 2016, os bancos espanhóis encerraram 1.151 agências, quando as estimativas apontam para o fecho de cerca de 800 até ao final do ano.
Banca espanhola acelera fecho de agências
Reuters
Negócios 25 de Outubro de 2016 às 15:10

De acordo com o jornal Cinco Días, quase todas as entidades bancárias têm vindo a encerrar sucursais. Só de Março a Setembro registou-se o encerramento de 890 escritórios, acima dos 614 registados em período homólogo.

 

De acordo com o Banco de Espanha, somam-se 25.551 encerramentos de bancos e antigas caixas, no espaço de um ano, número que ascende às 29.717 sucursais se se contar com as cooperativas de crédito. Desde Abril até à data foram apresentados planos de encerramento de mais de 2.200 sucursais de instituições financeiras em Espanha, quase 10% das existentes em finais de 2015.

 

Entre 2008 e 2013, o sector bancário espanhol passou por uma reestruturação. Em 2008, foram encerradas 45.707 sucursais bancárias até Setembro. Passando a crise, nos últimos anos foram abrindo novas sucursais quase todos os dias. 2013 foi um ano de um novo ajuste, com o corte de 4.154 unidades.

 

De acordo com fontes das principais entidades espanholas referidas pelo Cinco Días, ainda se prevêem 4.500 encerramentos nos próximos três anos, no mínimo. O país recua assim até 1981 no que toca ao número de unidades bancárias.

 

Um responsável de um banco espanhol, não identificado, afirma que estão a rever "com mais assiduidade" os seus planos de encerramento, devido à redução de custos, ao abrandamento do aumento de receitas e às baixas taxas de juro como causas dos encerramentos. "Damo-nos conta que a agência ainda é necessária, mas apenas para realizar algumas operações que não são diárias", justifica.

 

Outra fonte do sector garante que todos os bancos têm planos para fechar sucursais: "uns anunciam, outros fecham apesar de argumentarem que não têm planos concretos". O mesmo responsável afirma que basta que um banco anuncie o fecho em massa de sucursais para que todos o sigam. "Só falta a desculpa. Estamos todos pendentes da reacção do nosso rival", comenta.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mario Há 1 semana

2) (cont.) fez com que se chegasse ao total de 25.551 agencias em Set 2016
Entre Set 2008 e Set 2016 passou-se portanto de 45.707 a 25.551 agencias. A maior reducao aconteceu em 2013 (4153 agencias). Mesmo nao sabendo castelhano, basta saber algebra para ver que o artigo esta cheio de erros!!

Mario Há 1 semana

O Negocios tem de facultar uns cursos de castelhano aos seus jornalistas. Varias correccoes a fazer a (pessima) traducao do artigo no Cinco Dias:
1) a banca espanhola tinha um total de 45.707 agencias em Set 2008
2) a forte reducao de numero de agencias nos ultimos anos, continua em 2016 (cont.)

pub