Banca & Finanças Banca oferece menor variedade de depósitos e paga menos juros

Banca oferece menor variedade de depósitos e paga menos juros

As taxas de juro estão em mínimos históricos e isso reflecte-se também nos valores pagos pelos depósitos dos clientes. Os prazos são mais curtos e, pela primeira vez desde 2012, os depósitos indexados e duais diminuíram.
Banca oferece menor variedade de depósitos e paga menos juros
Sara Antunes 03 de agosto de 2017 às 14:24

No final do ano passado havia, em Portugal, "337 depósitos a prazo simples", um número que representa "uma redução significativa em relação aos anos anteriores e que resulta da tendência que se verifica desde 2012 de menor diferenciação da oferta", revela o Banco de Portugal no Relatório de Acompanhamento dos Mercados Bancários de Retalho de 2016 publicado esta quinta-feira, 3 de Agosto.

 

No total, estavam aplicados 97 mil milhões de euros em depósitos, sendo que inferior aos anos anteriores, altura em que o total de depósitos superava os 100 mil milhões. A maioria dos depósitos é feita com prazo até um ano (57%), aumentando face aos anos anteriores. Em sentido contrário estão os depósitos feitos com prazos superiores a 2 anos. A esmagadora maioria (74,2%) dos depósitos realizados ao longo de 2016 "foram aplicados em depósitos com prazos até um ano", adianta a mesma fonte.

 

"No final de 2016, todos os depósitos a prazo simples tinham taxa de juro fixa, ao contrário do ano anterior, em que ainda estava em comercialização um depósito a prazo a taxa de juro variável", acrescenta o relatório.

 

A corroborar o que tem sido noticiado, e a acompanhar a evolução das taxas de juro no mercado internacional, os juros pagos pelos depósitos voltaram a diminuir "em todos os prazos, à excepção do prazo de dois anos, que se manteve em linha com o ano anterior".

 

Depósitos complexos caem pela primeira vez em quatro anos

 

Já o mercado dos depósitos indexados e duais diminuiu, em 2016, algo que não acontecia desde 2012, revela o Banco de Portugal.

 

"Em 2016, o mercado de depósitos indexados e duais contrariou a tendência de crescimento registada desde 2012. Durante o ano, foram aplicados nestes produtos 3.143,5 milhões de euros por 183 mil depositantes, reflectindo decréscimos de 42,9% e de 42,5% relativamente ao ano anterior", diz o relatório.

 

"Dos 197 depósitos indexados vencidos, 28,4% pagaram uma taxa de remuneração superior à taxa de juro dos depósitos a prazo simples comercializados na mesma instituição para o mesmo prazo (42% em 2015). A remuneração mínima prevista no prospecto foi paga em 144 depósitos indexados e a máxima em 17. A remuneração foi nula em 63 depósitos indexados", acrescenta a mesma fonte.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub