Banca & Finanças Banco CTT quer ser "o banco de referência" da comunidade brasileira em Portugal

Banco CTT quer ser "o banco de referência" da comunidade brasileira em Portugal

O Banco CTT quer assumir-se como "o banco de referência" da comunidade brasileira em Portugal, inserindo-se nesta "aposta estratégica" o protocolo estabelecido com o Banco do Brasil, que anunciou o encerramento da operação de retalho em Portugal.
Banco CTT quer ser "o banco de referência" da comunidade brasileira em Portugal
Lusa 11 de setembro de 2017 às 15:07

"Assistimos a um aumento muito significativo do número de brasileiros a escolherem Portugal para viver e cada vez mais são brasileiros com rendimentos médios/altos. Há uma vaga de fundo de um outro tipo de imigração brasileira a que o Banco CTT, sendo um banco universal, não pode estar alheio", afirmou o administrador do Banco CTT João Melo Franco em declarações à agência Lusa.

 

Assumindo a aproximação à comunidade "de mais de 80 mil brasileiros que escolheram viver em Portugal" como uma "aposta estratégica", o Banco CTT justifica, assim, o protocolo estabelecido com o Banco do Brasil para prestação de "serviços específicos" a estes cidadãos, na sequência do anúncio da instituição financeira brasileira de encerramento da operação de retalho em Portugal.

 

No âmbito deste protocolo, passará a ser possível aos clientes particulares do Banco do Brasil a abertura de contas Banco CTT, assim como o acesso a serviços específicos.

 

"Uma das vantagens que o Banco CTT pode oferecer é a capilaridade: neste momento temos 203 lojas que vão estar habilitadas a servir a comunidade do Banco do Brasil e de todos os brasileiros", afirmou João Melo Franco.

 

Segundo adiantou à Lusa, devido à maior concentração de cidadãos brasileiros nas zonas de Lisboa, Almada, Coimbra, Porto e Faro será feito "um reforço de formação" dos quadros do Banco CTT em cerca de duas dezenas de balcões nestas localidades, que disporão também de terminais de atendimento especial "que permitem que um cliente do Banco do Brasil que esteja em Portugal possa fazer transacções a partir de Portugal como se estivesse no Brasil".

 

"Desde já é possível abrir uma conta em qualquer uma das nossas lojas e brevemente teremos o serviço de remessas e das máquinas. Entre Setembro e Outubro teremos a oferta toda completa", afirmou o administrador.

 

O Banco CTT explica que nos futuros terminais a disponibilizar em balcões seleccionados será possível realizar operações "normalmente só disponíveis no Brasil", como o pagamento de serviços através de boleto bancário brasileiro ou transferências entre contas Banco Brasil em tempo real.

 

A comunidade brasileira em Portugal tem "uma média etária muito jovem, rondando os 31 anos, e é fortemente participante na economia portuguesa", ainda segundo o banco, tendo vindo a ser "crescentemente marcada um fluxo migratório que inclui classes de rendimento mais elevados".

 

O Banco do Brasil anunciou na sexta-feira um reposicionamento estratégico da sua actividade no mercado português, que implica o encerramento dos serviços de retalho e a transferência dos clientes para o Banco CTT.

 

"O Banco do Brasil informa que reformula sua estratégia de actuação internacional reforçando as actividades de comércio exterior. Com isso, o foco do Banco do Brasil AG em Portugal passa a ser o relacionamento com as empresas brasileiras que têm negócios no mercado internacional, bem como as empresas portuguesas que têm relações comerciais no Brasil, de forma integrada às actividades do mercado de atacado no Brasil", lê-se nas respostas enviadas por escrito à Lusa pela administração da sucursal em Portugal do Banco do Brasil.

 

"Em função deste reposicionamento estratégico, as actividades bancárias relacionadas com o mercado de retalho (varejo) do banco serão encerradas na sucursal em Portugal", indicou.

 

E acrescentou: "Para que os clientes possam continuar a fazer suas operações bancárias normalmente, o Banco do Brasil AG celebrou um protocolo com o Banco CTT que oferecerá um amplo conjunto de produtos e serviços e em condições especiais para os clientes do Banco do Brasil que terão suas contas encerradas e que pretendam manter operações bancárias em Portugal".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 1 semana

Ou seja o banco dos calotes.....

pub