Banca & Finanças Banco Nacional Suíço regista os melhores resultados de sempre

Banco Nacional Suíço regista os melhores resultados de sempre

O banco central da Suíça registou os melhores primeiros nove meses de sempre, a beneficiar de ganhos cambiais e de taxas de juro negativas.
Banco Nacional Suíço regista os melhores resultados de sempre
reuters
Negócios 31 de outubro de 2016 às 14:51

O Banco Nacional Suíço registou um lucro de 28,7 mil milhões de francos suíços (26,4 mil milhões de euros) nos primeiros nove meses deste ano, revelou a instituição esta segunda-feira, 31 de Outubro, citada pela Reuters.

 

A instituição registou um ganho de 20,3 mil milhões de francos proveniente de investimentos em moedas estrangeiras para os 666,2 mil milhões de francos, avança a Reuters. Estes investimentos aumentaram 12% quando comparado com o final de 2015.

 

Os resultados do banco também incluem 7,5 mil milhões de francos na valorização da sua carteira de ouro.

 

Os ganhos conseguidos através dos depósitos dos bancos comerciais no banco central (que aplica uma taxa de -0,75%) subiram de 803 milhões de francos para 1,1 mil milhões de francos. O Banco Nacional Suíço passou a aplicar uma taxa de juro negativa para reduzir os depósitos dos bancos comerciais e dinamizar o mercado financeiro.

 

O banco central tem vindo também a reduzir a taxa de juro directora para tentar reduzir a atractividade da moeda. Ainda na semana passada, o governador do banco central, Thomas Jordan, revelou que poderá vir a cortar ainda mais nas taxas de juro, dada a contínua sobrevalorização do franco.

 

Desde Janeiro de 2015 que o banco central tem vindo a tentar desvalorizar a moeda, com o fim da indexação ao euro, com a compra de moedas estrangeiras e com a aplicação de taxas de juro negativas.

 

O franco suíço face ao euro encontra-se nos 92 cêntimos. No início de Janeiro de 2015, a moeda superou a barreira de 1 euro.

 

Os lucros do Banco Nacional Suíço, refere a mesma fonte, são distribuídos pelo Governo e pelos 26 cantões que constituem o país.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar