Banca & Finanças Bancos europeus devem conseguir alívio em novas exigências de capital

Bancos europeus devem conseguir alívio em novas exigências de capital

A regulação sobre a banca continua a aumentar mas a Comissão Europeia prevê que a implementação das novas regras relativas ao risco de mercado seja feita de forma faseada. As agências lêem como uma mensagem de alívio para o sector.
Bancos europeus devem conseguir alívio em novas exigências de capital
Negócios 26 de Outubro de 2016 às 13:34

Os bancos europeus devem conseguir um alívio nas novas exigências de capital. A legislação a ser preparada pela Comissão Europeia aponta nesse sentido numa altura de tensão sobre grandes bancos da dimensão, como o Deutsche Bank.

 

Segundo um diploma a ser aprovado no próximo mês, obtido pela Reuters, será dado mais tempo aos bancos da União Europeia para cumprirem as novas regras que obrigam os bancos a ter mais capital quando negoceiam activos mais arriscados, como derivados. Assim, a implementação de exigências relativas ao risco de mercado nos balanços das instituições financeiras será faseada.

 

As regras internacionais são delineadas pelo comité de Basileia, estando agora a entrar em vigor as regras impostas pelo regime designado de Basileia III. Depois, as normas têm de ser transcritas para as legislações nacionais. A Comissão Europeia prevê, em Novembro, propor alterações às exigências de capital de Basileia, segundo a agência Reuters.

 

Conforme também refere a agência Bloomberg, os bancos, em sua defesa, já tinham ameaçado transferir para os clientes os custos adicionais decorrentes das maiores exigências de capital impostas por Basileia. Com as novas regras, a Comissão Europeia tira a justificação para que tal possa acontecer. 

 

As novas exigências de regulação têm sido um tema recorrente no sector bancário, sobretudo porque a necessidade de colocar capital de lado para cumprir os requisitos mínimos tem castigado as instituições financeiras. Além disso, a regulação também é vista como um travão na chegada de dinheiro à economia real, isto é, às empresas.

 

A Reuters interpreta o texto que consta da legislação, a ser apresentada em Novembro, como um sinal de que a União Europeia está disposta a actuar para libertar a pressão regulatória da banca. O alemão Deutsche Bank tem estado sob tensão, devido à multa multimilionária que poderá sofrer nos Estados Unidos. A agência relembra também que o Deutsche Bank e outros bancos de peso, como o italiano Monte Paschi, o banco mais antigo do mundo, estão a tentar aceder aos mercados para concretizarem aumentos de capital. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub