Banca & Finanças Bancos ganharam 1.570 milhões com impostos
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Bancos ganharam 1.570 milhões com impostos

O impacto das imparidades e o uso de créditos fiscais antigos aliviaram os resultados de quatro dos maiores bancos em 1.570 milhões. Na primeira divisão da banca, só Totta e BPI pagaram IRC.
Bancos ganharam 1.570 milhões com impostos
Miguel Baltazar
Maria João Gago 18 de abril de 2017 às 00:01

Os "ganhos" fiscais permitiram a quatro dos maiores bancos portugueses melhorarem os seus resultados do ano passado em 1.570 milhões de euros. Foi graças a este efeito que o BCP conseguiu ter lucros. Já a Caixa Geral de Depó

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 18.04.2017

A coligação de esquerda é amiga dos bancos e aumenta as contribuições e impostos ao povo.

comentários mais recentes
Anónimo 18.04.2017

Portugal: Campeão europeu das desigualdades!
- Para a banca há sempre dinheiro para ajudar, mas para aumentar o salario mínimo(um dos baixos da europa) às pessoas que consegue sobreviver com menos de €500mes é q nunca há dinheiro.

Cheira a ranso 18.04.2017

Bancos abatem 9 mil milhões no IRC. Para recuperar está perda já pagamos 23% de IVA ao Estado. Bancos ganharam 1570 milhões com impostos. Mais uma jogada da máfia organizada. A lamber o ranso que lhes escorre no corpo só produzem miséria.

Anónimo 18.04.2017

Ajudas aos bancários excedentários, ajudas aos excedentários de fora da banca... Depois chega sempre aquele dia em que pedem ajuda ao FMI e emitem dívida em nome de todos os portugueses como se todos os portugueses fossem excedentários ou tivessem alguma coisa a ver com isso, quando o que o que muitos têm é a haver desses bandidos que criam dívidas injustificáveis e perfeitamente evitáveis em nome de todos. A receita socialista do costume.

Anónimo 18.04.2017

O PSD devia ter deixado os bancos já sem solução alguma entrar em processo de falência e liquidação. Os bancos com alguma solução ou alguma esperança, como o BCP, deviam ter sido nacionalizados, reestruturados e consolidados com a CGD. Isso só não foi possível porque a legislação laboral e a máfia sindical nunca permitiriam despedir os milhares de excedentários dai resultantes. Temos as leis e a cultura de gestão que temos. Não digam agora que isso não acarreta custos enormes para o Estado e para a economia, porque seria uma rotunda mentira dizê-lo.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub