Banca & Finanças Bancos nacionais cortaram recurso ao BCE em 15% em 2016

Bancos nacionais cortaram recurso ao BCE em 15% em 2016

No ano passado, os bancos portugueses baixaram o recurso ao BCE. No entanto, as cedências de liquidez do banco central estão acima de 22 mil milhões de euros.
Bancos nacionais cortaram recurso ao BCE em 15% em 2016
Reuters
Rui Barroso 10 de Janeiro de 2017 às 12:19

As cedências de liquidez do BCE à banca portuguesa baixaram 14,48% em 2016 (3,8 mil milhões de euros) segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Banco de Portugal. Se no final de 2015, o recurso das instituições financeiras nacionais à liquidez do banco central era de 26,2 mil milhões de euros, no final do passado mês de Dezembro totalizavam 22,4 mil milhões de euros.

Apesar da redução, as cedências de liquidez solicitadas pelos bancos portugueses continuam bem acima do que se verificava antes da crise financeira. No final de 2007 por exemplo, os bancos portugueses tinham solicitado 2,5 mil milhões de euros em liquidez.



No entanto, o valor actual também é bem inferior ao registado no pico da crise de dívida soberana, altura em que as entidades financeiras nacionais ficaram sem acesso a financiamento internacional. Em Junho de 2012, as cedências de liquidez superaram a fasquia de 60 mil milhões de euros.

Desde essa data, os bancos nacionais conseguiram reduzir esse valor em quase três vezes. Apesar da tendência de redução, no último mês de 2016 houve um aumento do recurso à liquidez do banco central. Esse valor subiu 151 milhões de euros face a Novembro, a maior subida desde Setembro. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


A ladroagem de esquerda

AS CLASSES SOCIAIS EM PORTUGAL:

1. Burguesia = Os Patrões

2. Nobreza = Os Ladrões FP / CGA

3. Povo = Os Trabalhadores e Pensionistas do privado (que são tratados como escravos e roubados para sustentar as 2 classes privilegiadas)

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana


A ladroagem de esquerda

AS CLASSES SOCIAIS EM PORTUGAL:

1. Burguesia = Os Patrões

2. Nobreza = Os Ladrões FP / CGA

3. Povo = Os Trabalhadores e Pensionistas do privado (que são tratados como escravos e roubados para sustentar as 2 classes privilegiadas)

pub