Banca & Finanças Bank of America escolhe Dublin como principal morada europeia no pós-Brexit

Bank of America escolhe Dublin como principal morada europeia no pós-Brexit

A instituição norte-americana já anunciou que vai transferir operações para a capital irlandesa, independentemente do resultado das negociações em torno do Brexit.
Bank of America escolhe Dublin como principal morada europeia no pós-Brexit
Rita Faria 21 de julho de 2017 às 15:21

O norte-americano Bank of America escolheu Dublin como localização do seu principal centro na União Europeia depois de o Reino Unido abandonar o bloco regional em 2019.  

Segundo um comunicado da instituição divulgado esta sexta-feira, 21 de Julho, o Bank of America vai mudar parte dos seus serviços de Londres para a capital irlandesa – onde já tem operações - e outras cidades da União Europeia.

"Enquanto aguardamos por uma maior clareza em torno das negociações sobre o Brexit, estamos a fazer todas as preparações necessárias para servir os nossos clientes, independentemente do resultado dessas negociações", garantiu Brian Moynihan, CEO do Bank of America, no comunicado citado pela Bloomberg.

Dublin, a par com Frankfurt, tem sido apontada como destino pós-Brexit de várias instituições financeiras que tinham a sua "sede" europeia em Londres e que querem manter total acesso ao bloco regional depois da saída do Reino Unido.  
 

Já ontem, foi conhecido que o Deutsche Bank escolheu a cidade alemã, em alternativa a Londres, tal como fizeram também Standard Chartered Plc, o Nomura Holdings, o Sumitomo Mitsui Financial Group e o Daiwa Securities Group.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar