Desporto Barcelona processa Neymar em 8,5 milhões por quebra de contrato

Barcelona processa Neymar em 8,5 milhões por quebra de contrato

Além dos 8,5 milhões de euros, o clube catalão reclama juros de mora que correspondem a 10% daquele valor, levando a 9,35 milhões o montante a pagar por Neymar Jr. Ou pelo PSG, se o jogador não puder fazê-lo, acrescenta o Barcelona.
Barcelona processa Neymar em 8,5 milhões por quebra de contrato
Reuters
Negócios 22 de agosto de 2017 às 16:16
O FC Barcelona está a reclamar do seu ex-jogador Neymar - protagonista da milionária transferência para o Paris Saint-Germain - o pagamento de uma indemnização de 8,5 milhões de euros por alegado incumprimento contratual. 

O valor corresponde ao prémio de renovação (neste caso convertido em pagamento por danos e prejuízos), a que acresce ainda 10% em juro de mora. O valor totaliza 9,35 milhões de euros.

A reclamação foi feita pelo clube junto do Juzgado Social de Barcelona a 11 de Agosto e comunicado à federação espanhola de futebol, para posterior reencaminhamento à sua homóloga francesa e à FIFA.

O FC Barcelona argumenta no comunicado citado pelo jornal desportivo espanhol Marca que, caso o jogador não possa pagar o valor, deve ser o seu novo clube, o PSG, a liquidá-lo.

"O FC Barcelona iniciou estas acções em defesa dos seus interesses, depois de uma rescisão unilateral do contrato levada a cabo por Neymar Jr, poucos meses depois da assinatura da sua renovação até 2021," justifica o clube.

A transferência de Neymar Jr para o clube francês foi o negócio mais caro até ao momento no futebol mundial - 222 milhões de euros, o valor da cláusula de rescisão no contrato que o ligava ao clube catalão e que foi entregue no Barcelona em cheque (já que a liga espanhola de futebol recusou o depósito do valor, alegando que o clube francês não cumpria os pressupostos financeiros da UEFA). 

O contrato com o PSG é válido até 30 de Junho de 2022.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga 23.08.2017

"peanuRs"....

O Sr. Gajo ganha isso em meia dúzia de dias....

pub