Automóvel Batido o recorde do carro mais caro do século XXI

Batido o recorde do carro mais caro do século XXI

O novo dono deste recorde é um LaFerrari Aperta, vendido este fim-de-semana num leilão em Itália por 8,3 milhões de euros. O valor reverterá para acções de solidariedade.
Batido o recorde do carro mais caro do século XXI
Negócios 11 de setembro de 2017 às 15:49
Foi batido este fim de semana o recorde para o automóvel do século XXI vendido por um valor mais caro. O novo líder deste ranking exclusivo é um LaFerrari Aperta que trocou de mãos no último fim de semana por uns inéditos 8,3 milhões de euros.

Segundo a Ferrari, este veículo torna-se assim o carro feito este século mais caro, destronando um outro LaFerrari vendido em Dezembro em Daytona, nos EUA, por sete milhões de euros. A LaFerrari é o nome dado a uma série especial e limitada de Ferraris, sendo que o automóvel agora vendido tem alguns pormenores decorativos - como a pintura - que o distinguem dos 209 carros La Ferrari que fazem parte da edição limitada. 

Neste leilão da RM Sotheby's, que decorreu no circuito de Fiorano por ocasião das comemorações dos 70 anos da Ferrari, houve mais dinheiro a trocar de mãos. Um Ferrari California 250 GT SWB custou 7,9 milhões de euros, um 250 GT Cabriolet Series I de 1958 valeu 4,7 milhões e um 365 GTB/4, de corpo de alumínio, descoberto recentemente no Japão, custou 1,8 milhões de euros. 

Para além dos vendedores, há mais quem tenha ficado contente com estes valores. É que os ganhos com o LaFerrari Aperta revertem para a organização Save the Children, que trabalha para melhorar a vida das crianças desfavorecidas em 120 países. 



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub