Bolsa BCP cai mais de 1,5% antes de ajustar ao aumento de capital

BCP cai mais de 1,5% antes de ajustar ao aumento de capital

As acções do BCP negoceiam pela última vez antes de ajustarem ao aumento de capital. A descida é de 1,8%.
BCP cai mais de 1,5% antes de ajustar ao aumento de capital
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 16 de janeiro de 2017 às 09:07
As acções do BCP recuam 1,83% para 85,31 cêntimos, depois de na sexta-feira terem conseguido subir mais de 5%. Desde que o ano arrancou, os títulos do banco liderado por Nuno Amado já perdem 20%, essencialmente devido ao anúncio de aumento de capital, no montante de 1,33 mil milhões de euros. 

Esta será a última sessão em que as acções do BCP negoceiam antes de ajustarem ao aumento de capital. Esse ajuste será feito amanhã (terça-feira) e os direitos para subscrever a operação começam a negociar dois dias depois, a 19 de Janeiro. 

Tendo em consideração o actual valor das acções, o valor teórico dos direitos é de 0,712 euros. Já a cotação das acções após aumento de capital é de 0,1414 euros. O Negócios fez uma calculadora, através da qual é possível analisar qual o montante que terá de investir para participar no aumento de capital (cada nova acção custará 9,4 cêntimos), e elaborou um especial onde explica toda a operação.


A partir de terça-feira, as acções ajustarão assim à operação que tem como objectivo reembolsar o Estado da ajuda financeira que ainda não foi devolvida (700 milhões de euros) e reforçar os rácios de capital do banco. 

Esta operação vai também permitir que a Fosun reforce a sua participação no capital da instituição financeira para 30%.

Na semana passada, o banco revelou que, depois de devolver o dinheiro que é do Estado, a distribuição de dividendos volta a ser uma possibilidade. O "potencial regresso" à remuneração accionista é apontado para os resultados de 2018, pelo que o seu pagamento será feito apenas no ano seguinte.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Ai, Amado devias ser massacrado! Vai enganar o Car 16.01.2017

Acções colocadas a baixo preço são para ter sucesso! E ao mesmo tempo fornicar os accionistas, pq ou vão ao aumento de capital e têm q desembolsar muito dinheiro ou não vão e ficam com uma posição tão diluída, q perdem uma pipa de massa! O Amado sabe da poda e agarrou os BCPatos pelos testículos!!

Ações colocadas a baixo preço para ter sucesso!! 16.01.2017

A bolsa é o sitio onde as empresas deveriam financiar-se, mas é onde a grande maioria vai ao assalto. É uma rua escura. Só não sabemos quando é a hora do isco ou a hora da caça, nem qual. O BCP tem de caçar mais uns PATOS BRAVOS por isso é q colocaram as novas acções a um preço Ridículo.

Anónimo 16.01.2017

Sonae sempre a brilhar...

João Paulo 16.01.2017

Vai ajustar a 0,1414 que na "moeda antiga" é o mesmo que 0,189 cêntimos!! o que é = a Banif

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub