Bolsa BCP dispara 20% em três sessões

BCP dispara 20% em três sessões

O BCP fechou a subir pela terceira sessão consecutiva, num período marcado por subidas muito pronunciadas do banco. As acções do BCP acumulam um ganho de 20% nestes três dias.
BCP dispara 20% em três sessões
Sara Antunes 08 de dezembro de 2016 às 16:51

O BCP subiu 7,17% para 1,35 euros esta quinta-feira, 8 de Dezembro. Esta foi a terceira sessão consecutiva de ganhos acentuados no banco liderado por Nuno Amado, elevando para 20% a subida nestes três dias. Uma prestação que permitiu ao banco voltar a apresentar uma capitalização bolsista superior a 1.000 milhões de euros.

 

Apesar da subida recente das acções, o banco continua a acumular uma queda superior a 60% desde o início do ano, depois de ter sido alvo de especulação sobre as suas necessidades de capital.

 

O anúncio da entrada dos chineses da Fosun aliviou a pressão, mas os resultados que têm sido reportados pela instituição financeira, não têm convencido. Os últimos números conhecidos reportam-se ao terceiro trimestre, tendo o BCP revelado prejuízos de 251,1 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que compara com o lucro de 264,5 milhões de euros registado no mesmo período do ano passado.

 

O anúncio do interesse da Fosun entrar no capital do BCP e elevar até 30% a sua posição, em conjunto com a demonstração de interesse da Sonangol em superar os 20% no capital do banco, ajudaram a estabilizar as acções da instituição.

 

Mais recentemente a situação da banca italiana acabou por penalizar o BCP. Nos testes de stress, cujos resultados foram conhecidos no Verão, ditaram o chumbo de um banco: o Monte dei Paschi, que terá de realizar uma recapitalização no valor global de cinco mil milhões de euros.

 

A situação do banco, e a situação política em Itália, que é incerta depois da demissão de Matteo Renzi – que oficializou a sua demissão na quarta-feira, em consequência da vitória do "não" no referendo que se realizou no domingo e que tinha como objectivo alterar a Constituição do país.

 

Monte dei Paschi aguarda resgate

O banco italiano Monte dei Paschi ficou numa situação ainda mais frágil, já que precisa realizar várias operações para conseguir recapitalizar-se em cinco mil milhões de euros até ao final deste ano.


Ainda na quarta-feira foi pedido ao BCE que dê mais tempo a esta instituição para conseguir preceder à recapitalização.

 

Na calha está um resgate público. Os pormenores estarão a ser fechados, com as notícias a apontarem para que seja anunciado durante o próximo fim-de-semana.

As acções do Monte dei Paschi subiram 4,11% para 21,80 euros, elevando para 16,70% a subida nos últimos três dias.


A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny 09.12.2016

quando as ações valiam mili-centimos o banco disparava 20, 30% para cima e para baixo
era normal, agora que fizeram uma magia com o valor das ações já é estranho continuarem as flutuações?
é o casino a funcionar, qual é o mistério ?

xxx 08.12.2016

Sim, sim, e já vi o BCP disparar 15% numa sessão, várias vezes. Inevitávelmente cai a realidade; o BCP continua a precisar dum aumento de capital, aí duns 1000 milhões, portanto entrem, mas só com um pézinho, porque nos últimos disparos voltou a mínimos históricos.

Anônimo 08.12.2016

Os custos dos bancos vão ser sempre os mesmos a pagar.
Qualquer dia os clientes. Assim que entram no banco pagam logo por respirarem no banco
As entidade reguladoras não fazem nada .....

Anónimo 08.12.2016

Os banquinhos que facam um esforcosinho para se manterem de pe,porque o cx ger.depenados vai dar um tiro no pe:vao apertar os calos aos clientes,como se estivessem a fazer um favor a eles.O portugues e mesmo raro(b...o)

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub