Banca & Finanças BCP reembolsa hoje o Estado em 700 milhões (act.)

BCP reembolsa hoje o Estado em 700 milhões (act.)

Os 700 milhões de euros da ajuda estatal do BCP que faltava devolver ao Estado estão a ser pagos esta quinta-feira. Banco confirmou após o fecho do mercado o "reembolso antecipado" desta ajuda.
BCP reembolsa hoje o Estado em 700 milhões (act.)
.
Patrícia Abreu 09 de fevereiro de 2017 às 11:15

O BCP conclui hoje o reembolso da ajuda estatal. Segundo o CFO do banco, os 700 milhões de euros que faltava devolver ao Estado estão a ser pagos esta quinta-feira.

"O aumento de capital visava o pagamento ao Estado e neste preciso momento então a ser pagos os 700 milhões" que faltava devolver da ajuda estatal, informou Miguel de Bragança, na sessão comemorativa de entrada em bolsa das acções do aumento de capital concluído pelo banco, que decorreu esta manhã na Euronext Lisbon.

O CFO do BCP sublinhou ainda que está muito satisfeito com o facto de a instituição poder concluir o pagamento dos Coco’s, adiantando que ao contrário do que poderá ter acontecido com outros resgates no sector financeiro, no caso do BCP, "o contribuinte ficou a ganhar".

Miguel Bragança destacou que o aumento de capital marca, assim, "a fase final de um ciclo do BCP e o começo de um novo ciclo". Além de resolver a questão do capital, onde a ajuda estatal representava custos com os juros elevados, o banco conseguiu ainda, ao longo dos últimos quatro anos, melhorar a estrutura do seu balanço, equilibrando os depósitos e os créditos, adiantou o responsável.

"O BCP conseguiu baixar mais de 1000 milhões de euros o crédito duvidoso por ano, nos últimos quatro anos", rematou Miguel Bragança. 

Entretanto, após o fecho do mercado bolsista nacional, o banco liderado por Nuno Amado enviou um comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) onde confirma que procedeu esta quinta-feira, 9 de Fevereiro, ao "reembolso antecipado, ao Estado português, dos instrumentos híbridos de capital Core Tier 1 remanescentes, no montante de 700 milhões de euros".

"Este reembolso, que marca o regresso à normalização da actividade do BCP, tinha sido objecto de aprovação anterior pelo Banco Central Europeu, sujeita ao sucesso do aumento de capital que o BCP concluiu recentemente", conclui o documento.

(Notícia actualizada às 18:19 com o comunicado enviado ao regulador do mercado de capitais)




A sua opinião19
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 2 semanas

Emitir acções sem limite e vendê-las ou fazer dinheiro, vai dar quase ao mesmo.Fazer acções pode ser pior porque se está a enganar milhares de pessoas,

Criador de Touros Há 2 semanas

Vá lá, o jornal agora dá algum destaque ao BCP: já não é mau de todo...Mas parece arrancado a ferros !...

Palmas para a geringonça... Há 2 semanas

Mérito da geringonça! 700 milhões para a redução do déficit. Que espumem os invejosos que estão sempre a dizer mal do costa e do cêntimo, mas são 700 milhões que entram e uns quantos mamões a babarem-se só de pensar no banquete que isso lhes vai proporcionar. Vai ser cá uma festa.

investidor1 Há 2 semanas

https://goo.gl/forms/3f25LE6Qekr0VWo22

Obrigado.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub