Empresas BCP regista prejuízos de 740 milhões de euros em 2013

BCP regista prejuízos de 740 milhões de euros em 2013

O Banco Comercial Português fechou 2013 com um resultado líquido negativo de 740,5 milhões de euros em 2013, superando as estimativas dos analistas contactados pela Bloomberg.
BCP regista prejuízos de 740 milhões de euros em 2013
Bruno Simão/Negócios
Ana Luísa Marques 03 de fevereiro de 2014 às 17:15

O banco liderado por Nuno Amado revelou esta segunda-feira, 3 de Fevereiro, que registou um prejuízo de 740,5 milhões de euros em 2013. Este valor superou os resultados líquidos negativos de 711,25 milhões de euros antecipados pelos analistas contactados pela Bloomberg. 

 

A média das previsões dos analistas compilada pela Bloomberg apontava para um prejuízo de 143,86 milhões de euros entre Outubro e Dezembro, superior ao trimestre anterior. Para o acumulado de 2013 a estimativa era de um prejuízo de 711,25 milhões, menos 42% do que os 1.219 milhões de euros 2012

 

O BCP explica em comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que os resultados de 2013 foram influenciados por "efeitos negativos na margem financeira relacionados com os custos dos juros associados à emissão de instrumentos financeiros híbridos (269 milhões de euros) e nas comissões com o custo da garantia prestada pelo Estado português a emissões de dívida do banco (60,1 milhões de euros); dotações para imparidades e provisões, no montante agregado de 1.286,6 milhões de euros; contabilização de custos relacionados com o programa de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo no montante global de 126,5 milhões de euros; resultado negativo de operações descontinuadas ou em descontinuação de 45 milhões de euros; ganhos relevantes em resultados em operações financeiras relacionados com a alienação da participação detida no Piraeus Bank no montante global de 167,6 milhões de euros".   

 

O resultado líquido do BCP em 2013 foi condicionado pela actividade em Portugal, "repercutindo sobretudo o comportamento da margem financeira e dos resultados em operações financeiras". Já o resultado líquido associado à actividade internacional, excluindo as operações descontinuadas ou em descontinuação, "evidenciou um aumento de 6,5% face ao momento apurado em 2012, influenciado pela subida do produto bancário e pela redução dos custos operacionais.    

 

A margem financeira do banco caiu de 998 milhões de euros, em 2012, para 848,1 milhões de euros em 2013. Já as comissões líquidas aumentaram em 1,2% para um total de 663 milhões de euros.   

 

O banco destaca ainda que os custos operacionais cairam de 1.321,2 milhões de euros, em 2012, para 1.295,2 milhões de euros no ano passado devido, em parte, à contabilização de custos relacionados com o programa de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo, no montante global de 126,5 milhões de euros em 2013 (face a 69,3 milhões de euros em 2012).

 

O BCP é o segundo banco cotado no PSI-20 que apresenta os resultados referentes a 2013. Na quinta-feira, 30 de Janeiro, o BPI revelou que o lucro do banco caiu 73,2%, já que em 2013 não houve ganhos extra em operações financeiras e as imparidades aumentaram.

 

O banco fechou o ano com um lucro de 66,8 milhões de euros (face aos 249,1 milhões de euros alcançados em 2012), tendo registado nos últimos três meses de 2013 um prejuízo de 5,8 milhões de euros.

 

Esta tarde será ainda conhecido o resultado líquido do Banif em 2013. No ano anterior o banco liderado por Jorge Tomé registou um prejuízo de 576,4 milhões de euros devido à quedas do produto bancário e ao aumento das provisões e imparidades.

 

(Notícia actualizada às 17h48)


A sua opinião83
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado ESTA É A NOTÍCIA 03.02.2014

BCP REDUZ PREJUÍZOS EM 39,3% FACE A 2012

comentários mais recentes
asCetaff4zxu 12.12.2016

http://buy-tretinoin.space/ - buy tretinoin http://buybentyl.in.net/ - bentyl http://lisinopril-hctz.science/ - lisinopril hct http://metformin-hcl.trade/ - metformin hcl http://amoxil-online.party/ - amoxil http://chlomid.us/ - buy clomid online safely http://avana-7.top/ - avana

asCetaygkpp3 15.11.2016

http://valtrexonline.us/ - valtrex on line http://buy-furosemide.us/ - furosemide mg http://viagra-100mg.bid/ - viagra http://diclofenac-50-mg.science/ - diclofenac 50 mg http://cleocingel-online.trade/ - cleocin gel online

asCeta1nmpbw 04.11.2016

http://arimidexonline.in.net/ - arimidex for sale http://amitriptylinehydrochloride.date/ - 25 mg amitriptyline http://acyclovir400mg.in.net/ - acyclovir 400 mg http://levitraonline.click/ - levitra online http://atenololchlorthalidone.us/ - atenolol generic http://stromectol-online.us/ - stromectol

Anónimo 04.02.2014

Está tudo maluco. BCP apresenta prejuízos e dispara com noticias que não fazem o menor sentido. Pura especulação. Basta subir e vai tudo atrás provocando estas subidas de 10% . BCP é um balão de ar em que não se sabe para que lado vai arrebentar. Recomendo BES porque não recorreu aos apoios do Estado. BCP e BANIF correm riscos.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
}
pub