Bolsa BCP dispara mais de 10% com Fosun mais perto de entrar no capital

BCP dispara mais de 10% com Fosun mais perto de entrar no capital

O BCP acelerou os ganhos depois das 12:00, tendo chegado a disparar mais de 10%. A beneficiar as acções estão as novidades em torno da entrada da Fosun no capital do banco liderado por Nuno Amado.
BCP dispara mais de 10% com Fosun mais perto de entrar no capital
Sara Antunes 18 de Outubro de 2016 às 12:51

O BCP está a subir 8,80% para 1,7 cêntimos, tendo já valorizado 10,72% esta terça-feira, elevando a cotação para o nível mais elevado desde 16 de Setembro. Esta é também a maior subida das acções desde 8 de Julho, tendo em consideração variações de fecho.

 

A subida desta terça-feira, 18 de Outubro, surge depois de ontem o banco liderado por Nuno Amado ter convocado os accionistas para a assembleia-geral, onde vão discutir, entre outras questões, o aumento do limite de votos de 20% para 30%, uma das exigências da Fosun para entrar no capital do banco.


Este desenvolvimento é "neutral" para as acções, considera o analista Carlos Cobo, do Haitong, que realça que a "reunião está em linha com as expectativas, depois da administração do BCP" ter recebido com agrado a proposta de investimento da Fosun.

 

"Recordamos que a Fosun propôs subscrever" um aumento de capital privado que lhe dará cerca de 16,7% do capital do BCP, além de admitir "aumentar a sua participação" até 30%, realça o mesmo analista.

 

Os accionistas do BCP vão assim reunir-se no dia 9 de Novembro, com o objectivo de subir o limite de voto dos actuais 20% para 30% e aumentar o número máximo de administradores de 20 para 25 elementos. Duas decisões que permitem acomodar duas das exigências impostas pelo grupo chinês Fosun para tomar até 30% do capital do banco liderado por Nuno Amado.

 

Outra das condições que foi imposta pelos chineses para entrarem no capital passa pela fusão das acções do banco, uma operação que já está em marcha.


Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas

BCP-Zombie evita precipício com entrada dos chineses da Fosun, quanto durará mais este banco, talvez ao próximo aumento de capital (tal cm sucedeu com o BES) e a seguir resolução. Estou fora e bem longe desta aldrabice de banqueta...

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Subidas do BCP = Isco para apanhar BCPatos, a história repete-se.

David Marques Há 3 semanas

Conde Zeca 10% são sempre 10%. O único problema é se comprou ações noa tempos áureos a 2 ou 3 euros...

Joao22 Há 3 semanas

eu acredito vou comprando visando o longo termo. Nos US em breve os juros aumentarao e a europa seguira senão vai tudo por agua abaixo e ai ter ou não ter não mudara nada.

Mituxa Mize Há 3 semanas

Acho bem

ver mais comentários
pub