Telecomunicações BE não percebe indignação da Altice porque Portugal não é a "república das bananas"

BE não percebe indignação da Altice porque Portugal não é a "república das bananas"

A coordenadora do BE, Catarina Martins, disse hoje não compreender a indignação da Altice nem o seu pedido de audiência ao presidente da Assembleia da República, referindo que Portugal não é uma "república das bananas".
BE não percebe indignação da Altice porque Portugal não é a "república das bananas"
Lusa
Lusa 29 de janeiro de 2018 às 18:31

"Confesso que não percebo a indignação da Altice, a não ser que a Altice achasse que Portugal era uma república das bananas, em que uma empresa podia cá chegar e fazer o que bem lhe apetece mesmo que todos os reguladores digam que não está a funcionar bem", afirmou Catarina Martins, à margem de uma sessão com alunos sobre igualdade de género, na Escola Secundária José Saramago, em Mafra.

 

Em comunicado, o Grupo Altice informou que "irá solicitar uma audiência com carácter de urgência ao presidente da Assembleia da República, para expor a sua indignação" face à intenção do BE de apresentar, no parlamento, uma proposta para nacionalizar as infra-estruturas da Altice relacionadas com a rede de emergência SIRESP, rede universal de comunicações e Televisão Digital Terrestre.

 




pub