Indústria Bestinver reforça na Altri

Bestinver reforça na Altri

A gestora de fundos aumentou para acima dos 2% a sua presença na papeleira. O reforço foi conhecido no mesmo dia em que o Haitong reviu em alta o preço-alvo e o CaixaBI reduziu o valor justo para as acções.
Bestinver reforça na Altri
Miguel Baltazar
Paulo Zacarias Gomes 24 de Novembro de 2016 às 18:42
A Bestinver Inversión aumentou a sua posição no capital da Altri, passando a deter uma participação qualificada superior a 2%. De acordo com um comunicado enviado esta quinta-feira, 24 de Novembro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a gestora de fundos de investimento ampliou a sua posição de 1,97% para 2,05%.

A operação aconteceu no passado dia 18 de Novembro, com a compra de quase 160 mil acções, passando agora a gestora a deter 4,2 milhões de direitos de votos.

As participações são detidas através de 12 fundos geridos pela Bestinver, sendo que os fundos Bestinfond e Bestinver Bolsa concentram uma participação acumulada de 1,4%.

As acções da Altri encerraram a sessão desta quinta-feira a apreciar 3,29% para 3,55 euros, depois de o Haitong ter revisto em alta o preço-alvo da companhia

O "fortalecimento do dólar e aos sinais de que os preços da pasta de papel possam ter atingido os mínimos" justifica a actualização da Altri de ‘neutral’ para ‘comprar’, afirma o analista Nuno Estácio, na nota a que o Negócios teve acesso.

Já o CaixaBI reduziu o preço-alvo para as acções, de 5,90 para 4,70 euros e manteve a recomendação de "comprar", com base na convicção de que o euro voltará a um nível próximo de 1,10 dólares em 2017.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub