Banca & Finanças Blackstone compra outsourcing de recursos humanos à seguradora Aon por 4.500 milhões

Blackstone compra outsourcing de recursos humanos à seguradora Aon por 4.500 milhões

O produto da venda vai ser utilizado para reforçar o processo de aquisições e o programa de compra de acções próprias da seguradora britânica, anunciou a Aon.
Blackstone compra outsourcing de recursos humanos à seguradora Aon por 4.500 milhões
Bruno Simão/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 10 de fevereiro de 2017 às 13:11

A empresa de "private equity" Blackstone comprou a unidade de outsourcing de recursos humanos da seguradora britânica Aon, num negócio avaliado em 4.800 milhões de dólares (4.500 milhões de euros à cotação actual).


A unidade de negócio agora vendida, e que tem a seu cargo entre outros a gestão de programas de benefícios de colaboradores, tinha sido integrada na Aon em 2010 no âmbito da aquisição da Hewitt & Associates, então avaliada em 4.900 milhões de dólares.


O produto da venda anunciada esta sexta-feira, 10 de Fevereiro, será usado pela Aon na realização de novas aquisições – nomeadamente no âmbito do negócio de aconselhamento em riscos informáticos e soluções na área da saúde - e no programa de compra de acções próprias, actualmente próximo dos 7.230 milhões de euros.


O negócio divide-se em duas fases: o pagamento de 4.300 milhões de dólares aquando da conclusão do negócio e até 500 milhões de dólares condicionados ao desempenho futuro da unidade. Após impostos, o encaixe deverá ser próximo dos 3.000 milhões de dólares (2.820 milhões de euros), refere o comunicado da empresa, que espera ter a transacção terminada até ao fim do segundo trimestre deste ano.


No ano passado a Aon facturou 11.627 milhões de dólares (cerca de 11.000 milhões de euros), em linha com os resultados de 2015, e lucrou 1.312 milhões de euros, mais 1% que no ano anterior.


A Aon é especializada em gestão de risco, seguros e resseguros, além de gestão de recursos humanos e serviços de outsourcing - a unidade que agora é vendida. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
}
pub