Banca & Finanças Bloco aperta o cerco a António Domingues

Bloco aperta o cerco a António Domingues

Bloco de Esquerda quer salários de gestores públicos limitados ao ordenado do primeiro-ministro. Iniciativa avança na discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2017.
Bloco aperta o cerco a António Domingues
Miguel Baltazar
Lusa 29 de outubro de 2016 às 15:12

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), Pedro Filipe Soares, anunciou este sábado que o partido vai apresentar no Parlamento uma iniciativa para limitar os salários dos gestores públicos ao ordenado do primeiro-ministro.

"Propomos que os salários dos gestores públicos, incluindo da Caixa Geral de Depósitos, não sejam superiores ao do primeiro-ministro, o cargo executivo mais importante do país", anunciou Pedro Filipe Soares esta tarde.

Nesse sentido, o BE quer eliminar as excepções criadas e dessa forma responder a vencimentos "inaceitáveis e incompreensíveis", apresentando a sua visão sobre a matéria na discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2017.

"Apresentaremos uma proposta justa, decente, razoável e adequada para acabar com esta vergonha nacional", continuou o líder da bancada do BE.

Pedro Filipe Soares elencou ainda alguns gestores públicos e não só - Zeinal Bava, Henrique Granadeiro e Ricardo Salgado - para defender que pagamentos "luxuosos" não são garantia de uma boa gestão.

"Não aceitamos que se faça uma chantagem sobre o próprio Estado" sobre os salários, disse ainda.

O bloquista anunciou a intenção do partido em Vila Real, na conferência de imprensa que fechou dois dias de jornadas parlamentares do partido tidas em Trás-os-Montes.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado 5640533 30.10.2016

Não sei por que razão toda a gente quer a CGD pública. E a RTP.

comentários mais recentes
Anónimo 30.10.2016

O BE tem toda a razão do mundo e com tomadas de posição como esta o PS que se acautele. Força BE contra esta vergonha de vencimento e autocracia de Antonio Costa

Jose Alexandre 30.10.2016

Porque será que os "idiotas " dos Ingleses não estao preocupados com o ordenado do A.Hosório, 10 vezes superior ao de Domingues? Será porque economizaram dezenas de milhões? Mortagua para Presidente da CGD já, é preciso acabar com bancos capitalistas. Idiotas ao Poder queremos ser a Cuba da Europa.

5640533 30.10.2016

Não sei por que razão toda a gente quer a CGD pública. E a RTP.

Resposta de gatogatoa 5640533 30.10.2016

Pois. Nem eu. Nem a TAP. Nunca ouvi um argumento mais ou menos decente para ter uma empresa pública num mercado concorrencial.

Anónimo 30.10.2016

Com estas iniciativas estão com Passos no caminho da privatizaçao ou desaparecimento da CGD.

pub
pub
pub
pub