Indústria Bluepharma investe 15 milhões na nova unidade industrial em Coimbra

Bluepharma investe 15 milhões na nova unidade industrial em Coimbra

O novo edifício vai ser construído num terreno de 23 mil metros quadrados e deverá estar concluído dentro de três anos, disse à agência Lusa o presidente Paulo Barradas Rebelo.
Bluepharma investe 15 milhões na nova unidade industrial em Coimbra
Pedro Elias
Lusa 15 de fevereiro de 2017 às 09:45

A empresa farmacêutica Bluepharma vai investir 15 milhões de euros na construção de uma nova unidade industrial em Coimbra, junto às atuais instalações, projecto que vai criar uma centena de postos de trabalho, anunciou hoje a administração.

 

O novo edifício vai ser construído num terreno de 23 mil metros quadrados e deverá estar concluído dentro de três anos, disse à agência Lusa o presidente Paulo Barradas Rebelo.

 

"Este investimento é o corolário do que temos vindo a fazer e do crescimento que temos registado", salientou o responsável do grupo.

 

Segundo Paulo Barradas Rebelo, a nova unidade destina-se a aumentar a produção de medicamentos, sobretudo comprimidos e cápsulas, libertando as atuais instalações para a ampliação do Centro de Investigação e Desenvolvimento e incubadora de novas tecnologias.

 

O grupo farmacêutico, que completa 16 anos de actividade este mês, tem um laboratório próprio de investigação e desenvolvimento, com uma centena de investigadores, e é a primeira empresa do sector da indústria farmacêutica em Portugal com certificação integrada.

 

Além de se dedicar à investigação, desenvolvimento e registo de medicamentos, o grupo farmacêutico produz medicamentos próprios e para terceiros e comercializa fármacos genéricos.

 

O terreno onde a nova unidade vai ser construída foi adquirido ao município de Coimbra por 326 mil euros e a escritura notarial será realizada hoje.

 

"É um projecto com um impacto muito grande para Coimbra continuar a crescer e contrariar o movimento negativo na cidade", sublinhou Paulo Barradas Rebelo, que pretende continuar a "investir para inovar e a inovar para internacionalizar".

 

A Bluepharma iniciou a sua actividade em 2001, quando um grupo de profissionais, ligados à indústria farmacêutica, comprou uma unidade industrial da alemã Bayer, com 58 trabalhadores, tornando-se, 16 anos depois, num grupo de 20 empresas que emprega cerca de 450 trabalhadores altamente qualificados.

 

Em 2016, ultrapassou a taxa de exportação de 85% da sua produção para mais de 40 territórios, entre os mais exigentes mercados do mundo, em particular os Estados Unidos da América, tendo sido nomeada campeã nacional nos European Business Awards 2015/2016 na categoria Importação/Exportação.

 

A farmacêutica de Coimbra, de capital português, produz medicamentos para mais de 100 marcas e investiu nos últimos três anos mais de 15 milhões de euros em investigação e desenvolvimento, nomeadamente nas áreas da oncologia, nanotecnologia e biotecnologia.

 

Além de Portugal e Estados Unidos da América, possui ainda sucursais em Espanha, Angola, Moçambique, Colômbia, Chile e Brasil.

 


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.02.2017

Em Coimbra existem também grandes investigadores nesta área que, com o apoio devido poderão descobrir novos fármacos e outros produtos. A título de exemplo poderão saber que tipo de apoio necessita a investigadora de Coimbra que pretende criar um pâncreas artificial.

pub