Aviação Boeing espera 2017 com mais entregas e mais lucros

Boeing espera 2017 com mais entregas e mais lucros

O número de aeronaves que chegarão aos clientes do fabricante norte-americano deverá ser mais de 2% superior às entregues no ano passado, estima a empresa. Os lucros-core e o cash-flow vão reforçar-se apesar da queda das receitas, antevê.
Boeing espera 2017 com mais entregas e mais lucros
Air France
Paulo Zacarias Gomes 25 de janeiro de 2017 às 14:00

A Boeing espera aumentar este ano as entregas de aeronaves fabricadas, estimando colocar no mercado mais 12 a 17 aviões do que os 748 remetidos aos seus clientes em 2016.

A revisão em alta - um crescimento que pode ir até aos 2,3% no número de aparelhos, colocando a cifra final entre os 760 e os 765 aviões -, foi anunciada esta quarta-feira, 25 de Janeiro, pelo fabricante norte-americano.

A entrega da mais aparelhos da gama 737 deverá compensar os cortes verificados este ano na produção do 777 (na foto), embora nessa sequência as receitas venham a cair em relação a 2016.

O crescimento foi comunicado em simultâneo com as previsões para os lucros deste ano que, excluindo gastos com pensões e outras despesas, podem ascender a entre 9,1 e 9,3 dólares por acção (que compara com 7,24 dólares/título no ano de 2016).

Já as receitas podem oscilar entre 90,5 e os 92,5 mil milhões de dólares (abaixo dos 94,57 dólares no ano passado), refere a Reuters. Além disso, o "cash-flow" da companhia deverá renovar um recorde, passando para cerca de 10,75 mil milhões de dólares (10 mil milhões de euros à cotação actual) este ano.

No período antes de negociação em Wall Street as acções da Boeing antecipam um arranque de sessão em alta, a valorizarem 1,34% para 162,7 dólares.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 25.01.2017

Um 777 com 4 motores???? Não é melhor retificar a informação sobre a aeronave em questão?!
Quando não se sabe, e para não demonstrar a ignorância há sempre a possibilidade de omitir o detalhe da informação!

Luis 25.01.2017

O aviao na foto é um 747 e não um 777 como refere a noticia.

Anónimo 25.01.2017

O avião da imagem é um Boeing 747 não um Boeing 777. Abraço

pub