Empresas BPN: Constâncio diz que escolha de administradores da Caixa visou projectar credibilidade

BPN: Constâncio diz que escolha de administradores da Caixa visou projectar credibilidade

O ex-governador do Banco de Portugal Victor Constâncio afirmou hoje que a escolha de administradores da Caixa Geral de Depósitos (CGD) para o Banco Português de Negócios (BPN) visou projectar a "credibilidade" num banco com imagem afectada.
Lusa 08 de junho de 2012 às 17:04
Victor Constâncio, actual vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), falava na comissão parlamentar de inquérito sobre a nacionalização e reprivatização do BPN, depois de interrogado pelo deputado do Bloco de Esquerda João Semedo se defendeu que a gestão do banco fosse entregue a administradores da CGD.

João Semedo interrogou ainda Victor Constâncio se aceita que tenham saído do BPN para a CGD cerca de 3,4 mil milhões de euros em depósitos.

Na resposta, Constâncio alegou que o movimento de transferência de depósitos entre BPN e Caixa, a ter existido, "era perfeitamente legal e em nada o Banco de Portugal "poderia obstar".

Já sobre a escolha de administradores da CGD para o BPN, o ex-governador do Banco de Portugal advogou que entregar a elementos da Caixa a gestão do BPN "constituiu uma forma mitigada de projectar a credibilidade da CGD na instituição afectada pelos acontecimentos".

"É assim que devemos interpretar o que aconteceu. A opção foi esta para a Caixa decidir quem e como ia a gerir a instituição que lhe foi entregue. Esta foi uma forma mitigada de dar cobertura e a credibilidade" ao BPN, acrescentou.

A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anon. O Reino de Cyprius 10.06.2012

O BPN é apenas uma caverna tipo da de Serra Daires, Chega-se ao fundo e não podemos ir mais longe por falta de ar. O Dr. Vitor Constâncio na comissão de inquérito Paramentar, deu a entender o que já se sabia, só que ele não sabia o montante em que podia ser avaliado o Banco entre o deve e o haver. Muito menos aparetemente sabia das manobras em que, a afluência de dinheiro a sair pela porta do Cavalo do mesmo BPN. Tambem não soube dos milhões que muitos ganharam, quando entenderam que era hora de dar o salto, vendendo as suas acções 4 e 5 vezes mais do que valiam. Bendito País que tais filhos criaste.

Anónimo 08.06.2012

Os resultados da CGD espelham bem o que se passa: ordenados elevados (e baseados em argumentos pouco realistas de competitividade), subsídios, prémios, etc. Naturalmente que me refiro aos gestores e directores, não aos milhares de funcionários, muitos dos quais darão o seu melhor. Mas não há dúvida que se trata de uma instituição com uma gestão deficiente. Credibilidade...

omarsalgado 08.06.2012

"Um país de bananas lixado por sacanas!!"

Anónimo 08.06.2012

É agora evidente para todos que a administração dita credível procurou lugares no BPN e espaço para ocupação de lugares na CGD. Além disso, os resultados do BPN ainda se agravaram mais. Não se consegue entender.

ver mais comentários
pub