Comércio Bruxelas aprova fusão da Sport Zone com a britânica JD Sports

Bruxelas aprova fusão da Sport Zone com a britânica JD Sports

A Comissão Europeia entende que o negócio fechado em Setembro "não suscita preocupações ao nível da concorrência", autorizando a criação da segunda maior empresa de artigos desportivos na Península Ibérica, na qual a Sonae detém 30%.
Bruxelas aprova fusão da Sport Zone com a britânica JD Sports
António Larguesa 18 de janeiro de 2018 às 13:40

A Comissão Europeia aprovou esta quinta-feira, 18 de Janeiro, a operação de fusão da Sport Zone com a JD Sprinter, viabilizando assim aquela que passa a ser a segunda maior empresa no mercado de artigos desportivos na Península Ibérica, apenas atrás da Decathlon, na qual a Sonae fica com uma participação de 30% do capital.

 

"A Comissão concluiu que a aquisição proposta não suscita preocupações ao nível da concorrência porque as sobreposições horizontais locais entre as actividades das empresas são moderadas, os incrementos das quotas de mercado são pequenos e a ‘joint venture’ vai enfrentar a concorrência do líder de mercado e de outros operadores com implantação regional e nacional, tanto em Espanha como em Portugal", lê-se numa nota divulgada pela Direcção-Geral da Concorrência, da Comissão Europeia.

 

Foi a 9 de Março do ano passado que a Sonae anunciou que tinha firmado um memorando de entendimento com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter) para a fusão da Sport Zone com os negócios do grupo britânico – os da JS Sports e da JD Sprinter – na Península Ibérica.

 

O acordo definitivo chegou passado meio ano, com o grupo liderado por Paulo Azevedo a comunicar à CMVM, a 14 de Setembro. Uma união que, segundo os números oficiais avançados, fazia ascender o total de lojas a 287 (perto de uma centena delas em Portugal) e o volume de negócios estimado para 2016 a 450 milhões de euros.

 

Ainda esta quarta-feira, na véspera da "luz verde" de Bruxelas, a retalhista de desporto britânica JD Sports, que actualmente detém 12 lojas em Portugal, garantiu, numa comunicado à imprensa, que "o seu plano de expansão continuará durante 2018, já que a empresa prevê a abertura de 15 novas lojas nos principais centros comerciais da Península Ibérica".




pub