Start-ups ByteDance: a start-up chinesa que pode pagar até três milhões de dólares

ByteDance: a start-up chinesa que pode pagar até três milhões de dólares

A empresa chinesa está a gerar controvérsia devido às suas técnicas de recrutamento. A ByteDance tem a filosofia de pagar salários elevados aos melhores profissionais. “Salários ilimitados por talento ilimitado”.
ByteDance: a start-up chinesa que pode pagar até três milhões de dólares
Ana Laranjeiro 25 de setembro de 2017 às 13:04

Não é propriamente segredo que uma das vantagens competitivas da economia chinesa assenta nos baixos custos laborais. Talvez por isso uma start-up chinesa esteja a gerar controvérsia, embora as suas práticas não sejam um caso isolado.

A ByteDance Technology desenvolveu uma aplicação chamada Jinri Toutiao, que em português quer dizer algo como "as manchetes de hoje". Zhang Yiming teve a ideia de lançar esta aplicação depois de perceber que os hábitos na China estão a mudar.

Habituou-se a ver pessoas a vender jornais à entrada do metro mas, poucos meses depois, percebeu que as pessoas tinham deixado de ler os jornais em papel para passar a informar-se através dos smartphones, conta a Bloomberg.


Mas não é este o motivo pelo qual a empresa está a gerar algum burburinho, mas sim pela sua estratégia de recrutamento. A start-up tem estado a atrair profissionais que estavam em outras grandes empresas, estando a oferecer-lhe um aumento salarial que pode ascender a 50% e opções sobre acções.


Em entrevista à Bloomberg, o líder da empresa, Zhang Yiming, assume que têm a filosofia de pagar o valor mais elevado no mercado aos melhores. "Uma empresa que queira alcançar o máximo precisa do melhor talento", afirmou.


O responsável declinou comentar qual era o valor mais alto do mercado. Disse apenas: "salários ilimitados para talento ilimitado" e assumiu que a maioria dos profissionais prefere acções a dinheiro. Contudo, fontes da Bloomberg indicam que os melhores podem ganhar um milhão de dólares por ano, em salário, bónus e opções sobre acções. Sendo que pode haver casos em que compensação total pode ascender a três milhões de dólares.


Este nível salarial não é exclusivo desta start-up. Há engenheiros seniores, que trabalham na área da inteligência artificial, na China que recebem compensações de um e de dois milhões de dólares, embora sejam sobretudo em acções. Além disso, conta a Bloomberg, há outra start-up que recentemente fechou um acordo salarial por quatro anos no valor de 30 milhões de dólares.


A Jinri Toutiao conta com cerca de 120 milhões de utilizadores diários e está a caminhar para obter receitas de 2,5 mil milhões de dólares este ano – oriundas sobretudo da publicidade. Fonte da agência referiu ainda que a empresa está avaliada em mais de 20 mil milhões de dólares, uma avaliação muito próxima da SpaceX, de Elon Musk.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 25.09.2017

Também temos cá uma dessas: Yupido.