Banca & Finanças Caixa: Passos acusa Governo de querer "lavar as mãos" da polémica

Caixa: Passos acusa Governo de querer "lavar as mãos" da polémica

O líder do PSD acusou hoje o Governo de querer "lavar as mãos" da polémica relativa à recusa dos administradores da Caixa em entregarem as declarações de rendimentos, considerando que é um problema do Governo e não da Justiça.
Caixa: Passos acusa Governo de querer "lavar as mãos" da polémica
Miguel Baltazar
Lusa 12 de Novembro de 2016 às 13:01

"Foi o Governo e o primeiro-ministro que fizeram a lei e convidaram a administração, não pode agora [António Costa] lavar as mãos e dizer que isso é com a Justiça. Isso é com ele, é com o Governo, não pode ser de outra maneira", defendeu o presidente social-democrata, Pedro Passos Coelho, em declarações aos jornalistas à entrada de um encontro da "Trilateral Commission", que decorreu num hotel de Lisboa.

Momentos antes, o primeiro-ministro, António Costa, que também participou no encontro da "Trilateral Commission", tinha dito à comunicação social que é ao Tribunal Constitucional que cabe fiscalizar se a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) cumpre as suas obrigações.

 

Questionado sobre a posição transmitida pelo primeiro-ministro, Passos Coelho considerou ser "um bocadinho surreal" que o executivo queira "lavar as mãos do problema".

 

"Acho que é um bocadinho surreal, para não dizer até eticamente reprovável, que o Governo que fez a escolha da administração, alterou a lei de forma objetiva e consciente, esteja agora a lavar as mãos do problema, como se não tivesse nada a ver com o assunto", argumentou, considerando que "ninguém compreende isso".

 

O líder do PSD recordou, a propósito, que o Governo disse que "não foi por acaso" que fez um decreto lei que alterou o Estatuto do Gestor Público.

 

"Fê-lo justamente para retirar um conjunto de obrigações desses gestores que todos os outros gestores aceitam", lembrou.

 

Contudo, acusou, o Governo agora quer "lavar as mãos" e remete isso para os tribunais, como se não tivesse sido o próprio executivo a fazer a leis, a convidar os administradores e a dar-lhes indicações sobre o que é que deviam fazer ou não.

 

"Acho que é lamentável que isso aconteça, isso revela uma falta de liderança do próprio Governo e uma dificuldade em assumir as responsabilidades daquilo que foi no passado decidido", salientou.

 

Admitindo já estar "cansado" de comentar a polémica levantada pela recusa dos administradores da Caixa em entregarem as suas declarações de rendimentos e da situação já ser até "um bocadinho penosa", Passos Coelho lamentou a ausência de uma "clarificação".

 

"E não digo isso porque hoje estou na oposição, quando fui primeiro-ministro as regras eram claras e eram cumpridas, não percebo porque é que agora não são", insistiu.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO Há 3 semanas


...DESAPARECE . . . CHEIRAS MAL ! ! !

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

MENTIROSO E ALDRABÃO. Q PODE CONFIAR NESTA FIGURA E OUTRAS IGUAIS A ESTA?
SE LÁ TEM CONTINUADO JÁ N TINHAMOS NADA. ESTARIA TUDO NAS MÃOS DOS CHINESES E N SÓ.
PORTUGAL ESTARIA MUITO PIOR DO Q ESTÁ. ATÉ O SOL E AR Q RESPIRAMOS TERIA SIDO PRIATIZADO.
O DIABO ESTVA ERA C ELE.

Tecno-aldrabão Há 3 semanas

Chamem os demónios

Passos acusa? Há 3 semanas

manhoso

Anónimo Há 3 semanas

Poque será que com noticias destas os midia nao fazem o seu trabalho? Se fosse um outro governo, esta e outras noticias faziam correr muita tinta... mas como os jornalistas nao sao imparciais , isto acontece. Anuncia-se uma vez e depois calam-se. Até metem pena...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub