Caixa prevê reduzir crédito a particulares, mas aumentá-lo para empresas
15 Junho 2012, 18:39 por Lusa
Enviar por email
Reportar erro
0
A Caixa Geral de Depósitos (CGD) prevê reduzir o crédito concedido aos particulares mas aumentar o crédito às empresas, disse hoje o presidente do banco público, José de Matos.
"Prevemos uma redução do crédito a particulares, dado a situação de partida, particularmente no crédito à habitação", onde o mercado português já está próximo da saturação, disse Matos durante uma audiência na comissão parlamentar de Economia. "Há uma redução drástica, brutal, da procura de crédito pelos particulares, que já esperávamos."

Pelo contrário, o objectivo da Caixa é "o crescimento do crédito a empresas não financeiras", afirmou o presidente executivo da CGD.

José de Matos notou ainda que a CGD "sustentou financeiramente empresas públicas portuguesas que viram bancos estrangeiros desaparecer de um momento para o outro" devido à crise da dívida soberana.

"A Caixa e outros bancos, não a CGD em regime especial ou exclusivo, contribuíram para suportar o sector empresarial do Estado", acrescentou José de Matos.

O presidente da CGD manifestou também o seu desejo de "reduzir a dependência do financiamento do banco central".
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: