Energia CaixaBI estima queda de 63% dos lucros da EDP Renováveis em nove meses

CaixaBI estima queda de 63% dos lucros da EDP Renováveis em nove meses

A pesar no resultado líquido estará o aumento dos custos financeiros, bem como o aumento dos interesses minoritários.
CaixaBI estima queda de 63% dos lucros da EDP Renováveis em nove meses
André Cabrita-Mendes 26 de Outubro de 2016 às 18:22
Os lucros da EDP Renováveis deverão ter recuado 63% nos primeiros nove meses do ano. A estimativa é do CaixaBI, que antecipa um lucro de 37 milhões face aos 100 milhões registados em 2015.

A pesar no resultado líquido estará o aumento dos custos financeiros, bem como o aumento dos interesses minoritários em 62% para 78 milhões de euros, segundo uma nota divulgada esta quarta-feira, 26 de Outubro.

Ao mesmo tempo, as receitas da companhia liderada por João Manso Neto devem crescer 13% para 1.220 milhões de euros. A sustentar esta subida estiveram o aumento na produção e a consolidação dos activos do consórcio eólico Eneop. Já os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) deverão avançar 10%.

É de destacar o aumento da produção em 20% nos primeiros nove meses, assim como o aumento da capacidade em 504 megawatts.

Mas este crecscimento na produção vai ser neutralizado em parte pelos preços mais baixos de venda, estimam os analistas do CaixaBI. Em Espanha, os preços no terceiro trimestre estiveram 25% mais baixos, enquanto nos nove meses caíram 32%. Também a nova capacidade instalada em Portugal e nos Estados Unidos vai ser remunerada a preços mais baixos.

"O terceiro trimestre é tipicamente fraco devido à sazonalidade dos recursos eólicos", escreve a casa de investimento na nota de análise. "Os primeiros nove meses são afectados pelos eventos extraordinários de 2015, as imparidades registadas no primeiro semestre deste ano e a queda no preço médio de venda", acrescenta.

Numa nota também divulgada esta quarta-feira, o Haitong antecipa um resultado negativo de 23 milhões de euros para a EDP Renováveis.

A EDP Renováveis divulga os seus resultados no dia 3 de Novembro antes da abertura da bolsa de Lisboa.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub