Empresas Canadá recruta pelo menos 400 portugueses para a construção e paga dez vezes mais

Canadá recruta pelo menos 400 portugueses para a construção e paga dez vezes mais

O Canadá vai recrutar um mínimo de 400 trabalhadores portugueses da construção, oferecendo salários dez vezes superiores aos praticados no mercado de trabalho interno e condições que, em princípio, agradam ao Sindicato da Construção, disse hoje fonte sindical.
Lusa 14 de Julho de 2012 às 14:00
Em conferência de imprensa realizada no Porto, o presidente do sindicato, Albano Ribeiro, adiantou que o sindicato vai colaborar na promoção de sessões de esclarecimento sobre estas ofertas de emprego, que serão realizadas entre 30 de Agosto e 14 de Setembro em seis regiões portuguesas. “Mas depois sairemos do processo e só reentraremos nele se houver algumas arbitrariedades ou ilegalidades”, explicou o dirigente sindical.

Um trabalhador da construção aufere em Portugal uma média de 3,14 euros à hora, o correspondente a 545 euros mensais, e os empregos no Canadá, área de Toronto, serão remunerados a 32 euros a hora, o equivalente a um salário mensal de 5500 euros, segundo as indicações recebidas pelo sindicato e agora reveladas.

As informações dadas ao sindicato pela consultora de imigração no Canadá Yolanda Simão referem que os trabalhadores serão contratados por dois anos e que, após os três primeiros meses de actividade, poderão levar as suas famílias, com garantia de alojamento.

O recrutamento “começa por centenas e vai chegar aos milhares, começa por Toronto e vai chegar a todo o Canadá”, disse o presidente do sindicato.

Albano Ribeiro garantiu que o gabinete jurídico do sindicato analisará os contratos de trabalho a propor aos interessados e, se detectar irregularidades, “não vai pactuar com isso”.

O sindicato pretende evitar, deste modo, o “sofrimento e o abuso” por que passaram milhares de trabalhadores portugueses no estrangeiro e que estiveram na origem de uma campanha no sentido de os candidatos à emigração se informarem prévia e devidamente acerca das ofertas de emprego a que aderem.

A este respeito, Albano Ribeiro reclamou para o seu sindicato o mérito de “ter evitado que as coisas fossem bem piores”.

Recusando que a postura do sindicato face às propostas de emprego no Canadá seja a de estimular a emigração - como a feita por “aquele senhor que nem quero falar nele” -, Albano Ribeiro admitiu que o quadro de emprego na construção agravou-se a ponto de muitos profissionais do sector estarem já no desemprego sem o respectivo subsídio e a contar com a ajuda do Banco Alimentar.

Segundo o Sindicato da Construção, estão desempregados em Portugal 22 por cento dos 700 mil trabalhadores do sector.




A sua opinião33
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 16.07.2012

Mais uma “estória” para iludir os portugueses que não conhecem a realidade, meus amigos no Canada não se paga salarios, paga-se á hora, as empresas não pagam subsidio de ferias e Natal, as empresas não dão subsidio de refeição nem subsidios de deslocacao, não pagam horas para os trabalhadores se deslocarem, em dias que não houver trabalho fica em casa e ganha zero, 1/2 hora para almoco, cada um compra suas proprias ferramentas e roupas de trabalho... e essencialmente não existem empregos!

comentários mais recentes
jose maria moniz camara 13.06.2013

procuro trabalho para o canada

Amilcar VITORINO 22.05.2013

Caros amigos li esta noticia e vou vos dizer que isto nao passa mais do que alguém que esta a preparare se para dar o golpe do vigário Eu vivo no canada há mais de 28 anos e nao pensem que e assim tão fácil como vem nesta noticia neste momento o canada esta com mais de 100 mil emigrantes clandestinos a espera que apareça um milagre para legalizarem se e todas as semanas chegam aviões de Portugal com mais gente para tentar a sorte alguns ficam outros sao recambiados novamente para Portugal Nao facam nada sem primeiro consultarem a emigração canadiana nao vão em notícias enganadoras isto nao passa de mais uma especulação para enganar o pessoal ,informem se primeiro consultem um amigo residente aqui no canada para depois tirarem as devidas conclusões sei que esta difícil por aí mas por aqui também nao esta nada fácil e desejo a todos uma boa sorte Amilcar VITORINO

Amilcar vitorino 22.05.2013

Caros amigos li esta noticia e vou vos dizer que isto nao passa mais do que alguém que esta a preparare se para dar o golpe do vigário Eu vivo no canada há mais de 28 anos e nao pensem que e assim tão fácil como vem nesta noticia neste momento o canada esta com mais de 100 mil emigrantes clandestinos a espera que apareça um milagre para legalizarem se e todas as semanas chegam aviões de Portugal com mais gente para tentar a sorte alguns ficam outros sao recambiados novamente para Portugal Nao facam nada sem primeiro consultarem a emigração canadiana nao vão em notícias enganadoras isto nao passa de mais uma especulação para enganar o pessoal ,informem se primeiro consultem um amigo residente aqui no canada para depois tirarem as devidas conclusões sei que esta difícil por aí mas por aqui também nao esta nada fácil e desejo a todos uma boa sorte Amilcar VITORINO

sergio gomes 22.04.2013

bom dia sou sergio gomes e gostaria de saber como posso chegar ate voces pois estou a precisar urgentemente mudar de vida e oareceme boa oportunidade obrigado

ver mais comentários
pub