Agricultura e Pescas Capoulas Santos anuncia 15 milhões para agricultores afectados pelos incêndios

Capoulas Santos anuncia 15 milhões para agricultores afectados pelos incêndios

O ministro da Agricultura anunciou a disponibilização de 15 milhões de euros, no âmbito da estabilização de emergência, que permitirão apoiar os agricultores cujas produções foram total ou parcialmente destruídas pelos incêndios.
Capoulas Santos anuncia 15 milhões para agricultores afectados pelos incêndios
Miguel Baltazar/Negócios
David Santiago 19 de outubro de 2017 às 19:59

O Governo anunciou esta quinta-feira, 19 de Outubro, o reforço das ajudas aos agricultores atingidos pelos incêndios que fustigaram o território nacional.

Depois de ter visitado algumas das áreas mais atingidas pelos fogos do último fim-de-semana e de se ter reunido com os autarcas das câmaras da Marinha grande, Alcobaça, Pombal e Leiria, o ministro da Agricultura anunciou hoje a "disponibilização imediata de 15 milhões de euros para a estabilização de emergência".

Capoulas Santos, que falava já no Ministério da Agricultura, em declarações transmitidas pela RTP, explicou que este pacote de emergência visa "minimizar os riscos da erosão, contaminação das linhas de águas e declives" e lembrou que este montante acresce aos 13 milhões de euros que "já foram alocados" na sequência dos outros incêndios graves que ocorreram no Verão.

O ministro recordou que os últimos fogos agravaram as "necessidades de alimentação animal" que já se faziam sentir, problema que tinha levado o Governo a avançar com uma linha de crédito de 5 milhões de euros "para responder ao problema da seca".

Capoulas Santos revelou que o Ministério da Agricultura está a "procurar soluções" no sentido de montar uma operação com o objectivo de distribuir os alimentos pelos produtores atingidos. Nesse sentido, o ministro acrescentou que na próxima segunda-feira, para o qual convoca os 44 presidente de câmara dos concelhos mais afectados, por forma a completar "a logística necessária à acomodação e à posterior distribuição destes alimentos pelos agricultores".

Ainda no âmbito dos apoios, o titular da pasta da Agricultura adiantou que este Ministério vai abrir um concurso, "logo que esteja delimitado de forma correcta o perímetro dos incêndios", que permitirá atribuir apoios a todas as candidaturas "apresentadas acima de 100 euros".

 

Para os pequenos agricultores com prejuízos superiores a 80%, "esse pagamento será de 100% até cinco mil euros", disse o ministro que salientou que acima deste valor o Executivo garantirá compensações até aos 50% dos prejuízos. 




A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Lopes Há 4 semanas

E não passamos disto. Esta é a visão do D, Dinis às avessas. Deixar arder e depois toma lá 15 milhões que pagamos nós. Temos futuro.

comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

OS DO ANO PASSADO AINDA ESTÃO A ESPERA...

pertinaz Há 4 semanas

CONVERSA DA TRETA

ESTA ESCUMALHA QUE NOS DESGOVERNA É ESPECIALIZADA EM VENDER BANHA DA COBRA

NÃO HÁ PACHORRA...!!!

Acabem com este negocio sujo de terrorismo negro. Há 4 semanas

È preciso acabar com incendiários e seus mandantes,os criminosos estão bem organizados,porque será que os partidos de direita não atacam aonde esta o mal dos fogos,

General Ciresp Há 4 semanas

Este PAPO(U)LAS remata sempre sem sucesso,mas esta sempre em jogo.Sera que o clube onde joga nao tem su[pentes?

ver mais comentários
pub