Banca & Finanças Carlos Costa: gestão do malparado não pode ficar fora dos bancos

Carlos Costa: gestão do malparado não pode ficar fora dos bancos

O governador do Banco de Portugal avisou que qualquer “externalização de venda de activos” irá penalizar o sistema bancário português.
Carlos Costa: gestão do malparado não pode ficar fora dos bancos
Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar 28 de setembro de 2017 às 17:09

Numa conferência de homenagem a Henrique Medina Carreira, Carlos Costa sublinhou que se os bancos tiverem de recorrer a "qualquer modelo de externalização da venda de activos que não gerem rendimento" – leia-se crédito malparado – a banca portuguesa será penalizada.

 

"Uma das questões que distingue os países da União Europeia que participam na união bancária é o sistema de execução de créditos quando entram em incumprimento", afirmou. "Vai ser esse um dos factores que vai penalizar seguramente o sistema bancário português, se tiver de recorrer a qualquer modelo de externalização da venda de activos que não geram rendimento."

 

O governador lembrou ainda que tudo o que o sistema bancário poupa, acaba por ser recuperado via preços ou concessão de crédito, assim como mais condições para a sustentabilidade do sistema financeiro nacional.

 

A conferência desta tarde teve lugar na Fundação Calouste Gulbenkian e foi organizada pelo Fórum para a Competitividade.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 29.09.2017

Comentadores geringonceiros. O governador tem razão. Não percebem que este politiqueiros querem é montar esquemas de perdoar dívidas a amigos e ganhar umas comissões com a saída de NPL dos bancos, ficando o buraco nos bancos para depois terem um culpado.

J. SILVA 28.09.2017

Este cabrão está ressabiado, as pessoas e as instituições não lhe dão o mínimo de credibilidade , porco que não passa dum testa de ferro do BCE, incapaz de ajuizar sobre as necessidades da realidade nacional. É um medida higiénica ser demitido. É vingativo e é inimigo dos bancos em dificuldades.

ó sr PRIMEIRO MINISTRO 28.09.2017

FAÇA um GRANDE FAVOR a TODO o PORTUGAL e PONHA este VELHO JARRETA a andar do POLEIRO para FORA de UMA VEZ por TODAS ..... ele só diz ....... e só ....... FAZ é PORCARIA

CRIADOR de TOUROS 10 - 1 = 9 MILHÕES 28.09.2017



Hoje vendi 1 milhão dos meus 10 MILHÕES de ações do MILENIUM BCP e ofereçi o $$$$$$$$$$$$$$$$ aos SHORTS do BCP para não MORREREM há FOME

pub