Comércio Carrefour quer combater Amazon com investimento de 2,8 mil milhões no comércio online

Carrefour quer combater Amazon com investimento de 2,8 mil milhões no comércio online

A retalhista Carrefour vai apostar forte no comércio online como uma forma de tentar combater as vendas da Amazon. A empresa europeia prepara-se para investir 2,8 mil milhões de euros, nos próximos cinco anos, nas vendas pela internet. E eliminar mais de dois mil postos de trabalho.
Carrefour quer combater Amazon com investimento de 2,8 mil milhões no comércio online
Ana Laranjeiro 23 de janeiro de 2018 às 11:20

As vendas online parecem ser, cada vez mais, uma aposta para as grandes retalhistas mundiais. Esta terça-feira, a francesa Carrefour (que está fora do mercado nacional há mais de dez anos) anunciou que pretende investir, ao longo dos próximos cinco anos, 2,8 mil milhões de euros nas vendas pela internet.

O objectivo da empresa será combater a norte-americana Amazon, de acordo com a Bloomberg. Em comunicado, citado pela mesma fonte, a retalhista acrescentou que esta aposta no online vai ditar o corte de 2.400 empregos em França. A empresa prevê que as saídas da empresa aconteçam de forma voluntária.

Além disso, a empresa planeia vender 273 lojas que anteriormente pertenciam à marca Dia e diminuir a dimensão dos hipermercados que tem. A aposta no online passa ainda por canalizar para uma única plataforma as vendas online, algo que não acontece actualmente. 


Mas os anúncios da cadeia francesa de retalho não se ficaram por aqui. Com o objectivo de tentar dar mais vida à unidade chinesa, a retalhista Carrefour firmou uma parceria com a gigante Tencent e com os supermercados Yonghui, presentes na China. O objectivo da empresa europeia passa por obter poupanças com custos na casa dos dois mil milhões de euros, em termos anuais, a partir de 2020.

"Estamos actualmente a debatermo-nos com um movimento mundial", refere a empresa em comunicado. "A forma como consumimos está a mudar: qualidade, segurança e de onde vêm os alimentos tornaram-se nas principais preocupações dos nossos clientes", acrescentou a retalhista, citada pela Bloomberg.

A retalhista Carrefour tem mais de 12 mil lojas espalhadas pelo mundo. França é o país onde estão concentradas a maioria dessas lojas (5.686) e no resto da Europa, de acordo com os dados presentes no site, há mais de 4.600 lojas. Na América do Sul, concretamente no Brasil e na Argentina há mais de 950 lojas com o símbolo Carrefour. A empresa tem ainda presença na Ásia e em outras geografias.

Estas notícias forem bem recebidas pelos investidores. Esta manhã, em Paris, as acções já dispararam 6,58% para 19,68 euros, estando agora uma valorização ligeiramente mais moderada: sobem 5,74% para os 19,525 euros.

Desde o início deste ano, o título acumula um ganho de 8%. A capitalização bolsista do Carrefour está acima dos 15 mil milhões de euros.

A Amazon já abriu a sua loja física sem caixas de pagamento, depois de mais de um ano em testes.

Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters

 




pub