Transportes Carris concorre este mês a fundos comunitários para novos autocarros

Carris concorre este mês a fundos comunitários para novos autocarros

A empresa vai entregar este mês a candidatura ao programa operacional para apoiar a compra de 240 novos veículos nos próximos três anos. Das 21 linhas de bairro que serão criadas, quatro serão ainda este ano.
Carris concorre este mês a fundos comunitários para novos autocarros
Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Babo 01 de fevereiro de 2017 às 13:39

O presidente da Carris, Tiago Farias (na foto ao centro), adiantou esta quarta-feira, dia em que a empresa de transporte público passou para a Câmara de Lisboa, que para a renovação da frota a empresa vai concorrer durante este mês de Fevereiro ao programa de incentivos do PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

"A candidatura será entregue este mês e a partir daí iniciam-se os processos  de compra de veículos, que serão com combustíveis mais limpos", explicou o responsável, acrescentando que "nessa candidatura estará um conjunto de veículos 100% eléctricos para as linhas que se justifiquem em termos de menor poluição e ruído".


A Carris tem previsto nos próximos três anos adquirir 240 novos veículos, uma forma de, sublinhou Tiago Farias, "começar a repor aquilo que se perdeu nos últimos seis anos".

Serão vários os concursos que serão lançados ainda este ano, já se tratam de diferentes tipologias de veículos, maioritariamente a gás natural e já alguns eléctricos.


Tiago Farias salientou, no entanto, que "o processo de compra de autocarros é demorado e este ano poderão chegar só poucas unidades", prevendo-se que a sua entrada em serviço seja mais concentrada nos anos de 2018 e 2019.


O presidente da Carris sublinhou que em números redondos o investimento será da ordem dos 60 milhões de euros e que "há verbas para apoiar a aquisição dos veículos, mas também para as infra-estruturas que vão ser necessárias em termos de abastecimento eléctrico e a gás natural".


Das 21 novas carreiras de bairro que a Carris irá operar, o responsável adiantou que este ano haverá a implementação de quatro, explicando que o processo "será de forma progressiva, porque necessita das infra-estruturas e dos autocarros que se vão também adquirindo com o tempo".


Tiago Farias adiantou ainda que "o processo de contratação de motoristas já começou" e, em termos de política tarifária, sublinhou que depois da entrada em vigor esta quarta-feira de descontos nos passes para maiores de 65 anos e a gratuidade para crianças até aos 12 anos "serão desenhados mais produtos no futuro".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Beruno Há 3 semanas

ai a esquerda radical, ai a esquerda radical, se eles sabem disto. se calhar ate gostam. olham para o lado quando recebem fundos comunitarios, mas depressa sao anti-europeistas quando lhes pedem para abater os calotes

pub