Transportes Carris: número de faixas BUS e fiscalização com Polícia Municipal reforçados em 2018
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Carris: número de faixas BUS e fiscalização com Polícia Municipal reforçados em 2018

Em 2017, a Carris definiu um conjunto de prioridades, a que irá dar sequência em 2018. Além da renovação da frota e contratação de novos motoristas, tem projectos este ano com vista a aumentar a velocidade comercial, com efeitos no cumprimento de horários, e reduzir a fraude, cujas consequência se fazem sentir ao nível das receitas.
Carris: número de faixas BUS e fiscalização com Polícia Municipal reforçados em 2018
Bruno Simão/Negócios
Maria João Babo 23 de janeiro de 2018 às 22:51

Aumentar a velocidade comercial
No plano de actividades e orçamento para 2018, a Carris diz que em 2018 prevê reforçar o número de faixas BUS e a fiscalização em parceria com a Polí)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 24.01.2018

Mais faixas BUS para estarem vazias como as que existem atualmente? Um percurso de poucos quilómetros demora mais de autocarro do que a pé... Há carreiras como o 758 que à mínima manifestação na assembleia da república deixam de passar (não lá mas em todo o percurso) e à anos que assim é e ninguém faz nada para corrigir / minorar isto. Mais faixas BUS, mais praças com esplanadas, menos estrada para os automóveis. E pontes para bicicletas que ninguém usa a não ser vá, ao fim-de-semana. O percurso que faço para o emprego demora 15 minutos em carro próprio e pelo menos 50 de transportes, sendo que se for de metro e autocarro ainda tenho que pagar 2 bilhetes, perto de 3 Euros!!! Hoje vai-se ao Porto e nota-se uma enorme diferença (para melhor) na qualidade e frequência dos transportes públicos. #acordamedina

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub