Trading Carros eléctricos serão mais baratos do que os a gasolina

Carros eléctricos serão mais baratos do que os a gasolina

Se quer apostar no sector automóvel esqueça os fabricantes que ainda tem como prioridade os carros a gasolina.
Carros eléctricos serão mais baratos do que os a gasolina
Miguel Baltazar
Mariana Adam Bloomberg 26 de maio de 2017 às 16:07

Os custos das baterias eléctricas estão a diminuir, essencialmente devido à aposta de grandes fabricantes como a Renault e a Tesla em veículos alternativos à gasolina, e os carros eléctricos vão ser mais baratos do que os tradicionais já em 2025.


Esta é a conclusão de uma pesquisa da Bloomberg New Energy Finance que garante que esta queda dos custos significará que os veículos eléctricos serão mais baratos de tantos nos Estados Unidos como na Europa.


Estes componentes [as baterias], começarão a ficar mais baratos, o que levará a que as pessoas adoptem mais facilmente os eléctricos, à medida que os preços ficam mais alinhados", afirma Colin McKerracher, analista da Bloomberg. "Depois, comprar um eléctrico será ainda mais atractivo", conclui.


O maior custo de um carro eléctrico é a bateria, responsável por quase metade do preço de um carro eléctrico de tamanho médio. Tirando isso, é muito mais barato produzir e manter carros eléctricos do que veículo de combustão interna. (É por isso que a Renault, a fabricante francesa de veículos, vende o seu popular Zoe sem bateria). Mas segundo o mesmo estudo, os preços vão cair cerca de 77% entre 2016 e 2030.

 

Há muito que os vários construtores que oferecem no mercado veículos eléctricos usam como trunfo comercial o menor custo de operação e a poupança no preço da electricidade, o que, no seu entender, compensa o preço inicial mais elevado destes veículos face aos alimentados por combustíveis fósseis.

A Renault, fabricante do carro eléctrico Zoe (o mais vendido do género na Europa), garante que em 2020 os custos de um carro eléctrico vão ser equivalentes aos veículos convencionais. Esta foi aliás uma garantia recente deixada por Gilles Normand, vice-presidente da empresa francesa, que no início do mês em entrevista à Bloomberg assegurou que o custo total de possuir um eléctrico vai ser igual ao dos modelos tradicionais muito em breve.

"Há duas curvas. Uma é a da redução dos custos de tecnologia de veículos eléctricos, por causa das novas descobertas e do maior volume de produção que fará com que os custos destes veículos desçam. A outra é a do aumento dos custos associados com veículos de tradicionais a gasolina, devido, principalmente, às regulações mais apertadas no que respeita às emissões de gases poluentes."

Muitos dos grandes fabricantes de veículos estão a investir milhares de milhões de dólares para electrificar os seus sistemas de transmissão e alguns já começam a competir agressivamente sobre os preços para consolidar a participação no mercado no longo prazo. Um efeito que terá, desde logo, impacto nos mercados.

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.




pub