Desporto Caso dos emails provoca demissão de membro do Conselho Fiscal da FPF

Caso dos emails provoca demissão de membro do Conselho Fiscal da FPF

Horácio Piriquito demitiu-se do Conselho Fiscal da Federação Portuguesa de Futebol na sequência do caso dos emails, garantindo porém não ter enviado qualquer mensagem electrónica a Pedro Guerra, de quem admite ser amigo há mais de 20 anos.
Caso dos emails provoca demissão de membro do Conselho Fiscal da FPF
Pedro Catarino
Negócios 15 de novembro de 2017 às 17:53

A polémica em torno do caso dos emails provocou a demissão de Horácio Piriquito de membro do Conselho Fiscal da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Através de uma mensagem publicada na conta pessoal na rede social Facebook, Piriquito confirma a demissão mas assegura nunca ter passado documentos confidenciais a Pedro Guerra, comentador de futebol afecto ao Benfica, clube do qual foi colaborador.

"Tomei esta decisão [de me demitir], repito, não porque considere ter praticado algum ilícito, mas porque é esta a forma de melhor defender o prestígio e o bom nome da instituição em causa. Para defesa do meu bom nome, honra e imagem, irei recorrer às instâncias judiciais para reposição cabal da verdade, tendo em conta os factos que me são imputados", disse no Facebook.


A demissão acontece no mesmo dia em que a FPF revelou ter apresentado uma denúncia junto da Polícia Judiciária e da Procuradoria-Geral acerca da alegada partilha de documentos internos do organismo com pessoas externas.

Também esta quarta-feira, a revista Sábado noticiou que o comentador Pedro Guerra terá recebido documentos internos da FPF, através de Horácio Piriquito, membro do Conselho Fiscal do organismo. Piriquito assume ser amigo de Guerra "há mais de 20 anos" e admite trocar emails "regularmente" com o antigo responsável pelos conteúdos da Benfica TV.

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 3 semanas

ESTE ARTISTA NÃO ERA JORNALISTA DA ÁREA ECONÓMICA...?

pub