Automóvel CEO e chairman da Volkswagen investigados por manipulação do mercado

CEO e chairman da Volkswagen investigados por manipulação do mercado

Matthias Mueller e Hans Dieter Poetsch – juntamente com o antigo CEO Martin Winterkorn - estão na mira das autoridades alemãs por suspeitas de manipulação do mercado, no âmbito do escândalo das emissões de poluentes.
CEO e chairman da Volkswagen investigados por manipulação do mercado
Bloomberg
Negócios 10 de maio de 2017 às 18:26

Os dois principais responsáveis da Volkswagen – o CEO e o presidente não executivo – estão a ser investigados pelas autoridades alemãs por suspeitas de manipulação do mercado, no âmbito do escândalo das emissões de poluentes, avança a Bloomberg.

 

Segundo a agência noticiosa, que cita fontes próximas dos visados, as autoridades estão a investigar o ‘timing’ em que o CEO Matthias Mueller (na foto) e o chairman Hans Dieter Poetsch – juntamente com o antigo CEO Martin Winterkorn – informaram os accionistas da Porsche acerca da manipulação das emissões.

A Porsche Automobil Holding SE tem a maioria dos direitos de voto sobre o capital da Volkswagen e, na altura, os responsáveis ocupavam cargos em ambas as empresas.

 

O processo iniciado pelas autoridades alemãs foi motivado por uma queixa do regulador germânico Bafin.

 

Poetsch, Winterkorn e outro executivo da fabricante alemã já estão a ser investigados noutro processo sobre possível manipulação das acções da Volkswagen, relacionada com o mesmo episódio.

 

O escândalo das emissões já custou à empresa 22,6 mil milhões de euros em coimas e outras despesas, mas a factura final poderá não ficar por aqui.

 

Na sessão desta quarta-feira, as acções da Volkswagen subiram 0,10% para 144,40 euros. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub