Gastronomia Chefs de topo dizem que água defumada vale mais que uísque

Chefs de topo dizem que água defumada vale mais que uísque

Ao longo de 10 dias, os Lea-Wilson passaram água filtrada por circuitos fechados que usavam lascas e pó de carvalho. O resultado foi um líquido da cor do uísque com um aroma muito parecido a madeira queimada.
Chefs de topo dizem que água defumada vale mais que uísque
A água defumada é vendida em garrafas de 100 mililitros
Bloomberg 14 de outubro de 2017 às 20:00

O chef Heston Blumenthal queria uma maneira simples e consistente de fazer um risoto com um sabor defumado no Fat Duck, o seu restaurante com estrelas Michelin em Bray, na Inglaterra. A maneira mais óbvia, pensou ele, seria começar com a água. Mas não havia nada no mercado.

 

Então lançou um desafio: façam água defumada para mim.

 

"Para qualquer outra pessoa, você diria: ‘Não, não existe água defumada’", disse David Lea-Wilson, dono de uma empresa de ingredientes no País de Gales. Mas para Heston Blumenthal? "Aí você pensa: ‘Na verdade, sabe mais sobre comida do que eu. Vamos aceitar o desafio’."

 

Lea-Wilson e sua esposa, Alison, criaram a Halen Môn Oak Smoked Water na Anglesey Sea Salt na zona rural do norte do País de Gales ("Halen" é a palavra galesa para sal e "Môn" e refere-se à ilha de Anglesey). Acham que esse é o único produto natural do tipo. Algumas empresas americanas fazem um ingrediente líquido de fumo com produtos químicos para dar sabor.

 

Ao longo de 10 dias, os Lea-Wilson passaram água filtrada por circuitos fechados que usavam lascas e pó de carvalho. O resultado foi um líquido da cor do uísque com um aroma muito parecido a madeira queimada. Uma garrafa de 100 ml de Oak Smoked Water custa 4,10 libras, mas está disponível por menos na internet e na Harvey Nichols em Londres. Comparando, uma garrafa de Glenlivet Founder’s Reserve Single Malt Scotch Whisky é vendida por 22 libras, ou 3,14 libras por 100 ml.

 

Os Lea-Wilson começaram a vender o produto em 2013 e agora a a água defumada está a começar a aparecer em todo lugar.

 

Distribuição

 

No Fat Duck, onde a única opção é um cardápio de degustação de 265 libras, a água defumada aparece em alguns pratos, entre eles na barriga de porco no forno com um gel fluído de coco defumado.

 

A água defumada "ajuda-nos a conseguir um nível consistente de sabor defumado no prato que nunca é excessivo", diz o chef principal do Fat Duck, Jonny Lake. "Usamos na maioria dos pratos que têm algo defumado."

 

Mas não é preciso ir a um restaurante chique. Sete grandes fabricantes de alimentos lançaram pelo menos 10 produtos aromatizados com essa água, diz Lea-Wilson. A retalhista britânica Marks & Spencer oferece um fermento de água defumada de carvalho, feito com água Halen Môn.

 

Os Lea-Wilsons criaram a Anglesey Sea Salt Co. na Ilha de Welsh na costa noroeste há mais de 20 anos.

Em Junho, a empresa levou o produto à Fancy Food Show em Nova Iorque. Os Lea-Wilson planeiam vendê-lo junto com o sal marinho da empresa nos EUA.

 

"É tudo muito novo: As pessoas precisam se habituar à ideia", diz Alison Lea-Wilson.  "Dizem que ‘daqui a pouco vocês vão querer defumar o ar’".

 

Quem sabe.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias

Resumindo... Chá!

GASTRONOMIA MEDITERRÂNICA É A MELHOR DO MUNDO Há 5 dias

A excelente e ímpar Gastronomia Mediterrânica dispensa metediços, que fazem pratos, qua são verdadeiras barrigadas de fome, com um cagalhão, ao meio, e em que o tótó paga e paga bem.
Quanto às Lojas "GOURMET", são uma fraude
As MacDonald são típicos exemplos de trampa, a que chamam comida.

Com o embuste das Lojas "GOURMET" é a mm meerda ! Há 5 dias

Mas quais "chefs" qual meerda !
Não sejamos macaquinhos de imitação sem coluna vertebral, tipo amiba, e não copiemos estrangeirismos, quando, na Língua Portuguesa, temos o termo correcto.
NÃO É "CHEF", SEUS CRETINOS !
O NOME É "COZINHEIRO" !
Tenhamos dignidade e defendamos o que é nosso.

Joao Pestana Há 5 dias

Muito bem, agora é só arranjar voluntários para ingerirem essa trampa. Mas como o mundo está cheio de idiotas não será difícil convencerem-nos a ingerir a trampa e ainda pagarem por cima.

pub