Tecnologias Chegada do Super Mario ao iPhone e iPad já tem data marcada

Chegada do Super Mario ao iPhone e iPad já tem data marcada

Quando a Apple apresentou o iPhone 7 anunciou também que ia disponibilizar o jogo Super Mario para iPhone e iPad. A Nintendo já divulgou a data em que o famoso canalizador chega aos dispositivos da Apple. E falta menos de um mês.
Chegada do Super Mario ao iPhone e iPad já tem data marcada
Reuters
Ana Laranjeiro 16 de Novembro de 2016 às 15:25

Há pouco mais de dois meses, a Apple anunciou o lançamento do iPhone7. Os rumores presentes no mercado e na imprensa apontavam já para muitas das características do equipamento. Por isso, uma das surpresas daquele dia aconteceu pela mão de um dos mais famosos canalizadores do mundo. A Apple revelou, na altura, que o Super Mario Run ia estar disponível na loja da Apple (Apple Store) e a tempo do Natal. E os fãs deste jogo vão mesmo poder começar a jogá-lo antes.

A empresa japonesa, em comunicado citado pela Bloomberg, revela que o Super Mario Run vai ficar disponível para iPhone e iPad, em todo o mundo, a 15 de Dezembro. Este jogo, a primeira versão mobile de um dos jogos mais conhecidos da Nintendo, vai poder ser descarregado de forma gratuita. Mas vai incluir a opção de realizar um pagamento único de 9,99 dólares para desbloquear todas as características deste jogo. A Bloomberg, citando o comunicado, assinala que o jogo vai estar disponível em inglês, japonês e outras línguas, sem especificar quais.

Neil Campling, analista da Northern Trust Capital Markets, em declarações à Bloomberg, defende que atrair os utilizadores com a versão gratuita ou permitir que estes tenham a possibilidade de pagarem apenas uma vez "é uma óptima estratégia da Nintendo". Muitos outros jogos para smartphone, e que são bem-sucedidos, também permitem que os utilizadores joguem de forma gratuita mas tendo a possibilidade de adquirirem algumas características com recurso a moedas reais. Em média, são gastos 100 dólares nestas características, por ano, acrescentou o analista.


"Definir um incentivo baixo e depois ter um custo total baixo quando os jogadores estão já envolvidos pode colocar a Nintendo num caminho diferenciado que, em última análise, pode ser decisivo", defendeu Campling.


As acções da Nintendo em terminaram a sessão em Tóquio a subirem 2,4% para 25,445 ienes.

 

 

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub